04/03/2015 Padaria muda hábitos, reduz consumo de água em 25% e vira inspiração

Estabelecimentos comerciais também devem ser exemplo de boas práticas em prol do bom uso e economia de água. Afinal, eles lidam com público e podem, sim, inspirar seus clientes e funcionários.

DSC_0099

Funcionário mostra máquina de lavar louça

A padaria Bella Vitória, da Vila Floresta, é um desses exemplos. A direção do local empreendeu desde o ano passado uma série de adaptações para reduzir o consumo da água, que inclui compra de máquinas de lavar louça, ampliação da caixa de água e uso de redutores de pressão em todas as torneiras.
Mas, além do investimento, o dono da padaria, Fortunato José de Queiróz, explica que o importante também foi conversar e mudar os hábitos de seus funcionários. Afinal, são 123 pessoas que trabalho local.

“Tenho essa preocupação (de economia de água) desde 2008. Porque o gasto de água em uma padaria e restaurante é muito alto e tem muito desperdício. Sempre fui, por exemplo, conversando com funcionários e colocando na cabeça deles que tem de ensaboar xícaras com a torneira fechada, ou só lavar quando a pia está mais cheia”, contou.

DSC_0096

Talheres ficam de molho antes de entrarem na máquina

Sujeira no molho – Em 2014, o empresário resolveu investir mais e adquiriu duas máquinas de lavar louças. Uma delas, de balcão, gasta 18 litros de água durante 6 horas de operação lavando principalmente xícaras. Uma outra, industrial, gasta 100 litros a cada duas horas quando está operando e é utilizada para as louças das refeições. “Antes, porém, retiramos os resíduos e deixamos os talheres de molho, porque assim a sujeira amolece e fica mais fácil para lavar”, explica Queiroz. O investimento, segundo ele, foi alto, mas compensou por causa da economia alcançada ao longo de 2014.
“Com tudo, a economia de água foi de 25%”, disse.

DSC_0111

Luiz Cortez toma conta dos recicláveis

Reciclagem – A preocupação da padaria com o meio ambiente não se restringe à economia de água. O estabelcimento tem também uma área de descarte de resíduos recicláveis bem limpa e organizada.

Todo material é separado e fica em gaiolas suspensas enquanto não é vendido ou doado. Cada gaiola tem um tipo de produto: papelão, alumínio, plástico, vidros. A ideia foi do manobrista Luiz Cortez, de 54 anos, que também se incumbiu de fazer a separação dos materiais e dar a destinação correta a eles.
“Valorizo todas essas ações porque sei que estou fazendo a minha parte. E são nossos filhos que vão colher o que estamos plantando hoje”, diz Queiroz.

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Santo André é premiada pelo Instituto Trata Brasil por investimento em saneamento básico

28/05/2024: Santo André é premiada pelo Instituto Trata Brasil por investimento em saneamento básico

Município foi destaque na categoria “Investimentos por habitante” Santo André, 27 de maio de 2024 – Santo André é novamente destaque no cenário nacional. Nesta segunda-feira (27), o município foi premiado pelo Instituto Trata Brasil na categoria “Investimentos por habitante”, comprovando o compromisso em atender às metas previstas pelo Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab) e levar qualidade de vida à população. O evento, 8ª edição do Prêmio Casos de Sucesso, ocorreu na sede da Fundação Getúlio Vargas (FGV),...

Comunidades atendidas pelo Moeda Verde recebem representantes de Campinas e Parauapebas

27/05/2024: Comunidades atendidas pelo Moeda Verde recebem representantes de Campinas e Parauapebas

Objetivo da troca de experiências é implementar ações similares nestas cidades Santo André, 24 de maio de 2024 – Mais uma vez, o interesse em expandir ações semelhantes ao programa Moeda Verde, que troca resíduos recicláveis por alimentos hórtifrutis, despertou interesse de outros municípios. Nesta quinta e sexta-feira (23 e 24), Santo André recebeu a visita de dois representantes interessados em implementar ação socioambiental semelhante em suas respectivas cidades. O deputado estadual por Campinas (SP), Rafael Zambaldi, participou da...

Santo André recebe prêmio internacional pelo projeto socioambiental Água, Câmera e Ação

27/05/2024: Santo André recebe prêmio internacional pelo projeto socioambiental Água, Câmera e Ação

Iniciativa do Semasa foi reconhecida pela Associação Internacional de Cidades Educadoras Santo André, 24 de maio de 2024 – Educação ambiental para além das fronteiras de Santo André, com reconhecimento mundial. A Prefeitura de Santo André, por meio do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), recebeu nesta sexta-feira (24) o Prêmio Internacional Cidades Educadoras 2024, pelo projeto Água, Câmera e Ação. O prêmio foi recebido pelo prefeito Paulo Serra, presente no Congresso Internacional das Cidades Educadoras,...

Santo André realiza atividades em comemoração à Semana Mundial do Brincar

22/05/2024: Santo André realiza atividades em comemoração à Semana Mundial do Brincar

Evento do Semasa visa estimular a criatividade e contato das crianças com a natureza Santo André, 22 de maio de 2024 – A equipe da Gerência de Educação e Mobilização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) promove no próximo domingo (26) uma agenda cheia de atividades e brincadeiras em celebração à Semana Mundial do Brincar. O evento ocorrerá no Parque do Pedroso, das 9h às 11h e das 14h às 16h, e terá contação...