13/01/2015 Artigo ‘Controle social no saneamento’ é publicado em jornal

No último domingo, o jornal Diário do Grande ABC publicou artigo, na sua coluna Opinião, assinado pelo superintendente do Semasa, Sebastião Ney Vaz Jr.. O texto discorre sobre regra federal que exige que a partir deste ano exista o controle social no saneamento básico pelo município.

Leia a íntegra do artigo abaixo:

Controle social no saneamento

A partir deste mês, o controle social no saneamento básico do município é regra. Se descumprida, o setor fica impossibilitado de receber recursos federais. Somado à exigência, chega ao fim o prazo para as administrações municipais executarem seus planos de saneamento básico. Duas medidas fundamentais para avançarmos na cobertura do saneamento em todo o Brasil com a participação do cidadão por meio do controle social constitucionalmente assegurado.

Em Santo André, a lição de casa começou antes mesmo da edição da Lei Nacional de Saneamento Básico, a 11.445/2007, cujo escopo também trata do controle social na prestação de serviços de saneamento. Foi em 1998, quando da publicação da Lei 7.733, e o município passou a ter conselho específico da área de saneamento e meio ambiente, o Comugesan.

Por meio dele, a sociedade civil organizada passou a acompanhar e deliberar sobre as diretrizes da política municipal de gestão e saneamento ambiental de Santo André. A mesma lei elegeu o Semasa como órgão técnico e executivo da política, sendo a autarquia responsável por implementar a Lei Municipal de Saneamento Básico em Santo André, o que ocorreu em 2013.

O Semasa já começara a praticar o saneamento integrado – água, esgoto, drenagem e resíduos sólidos – dez anos antes de a Lei Nacional 11.445 instituir este como o modelo de serviços de saneamento.

Agora, Santo André tem de intensificar esse protagonismo de controle social por meio de conselhos setoriais, de instâncias colegiadas, de audiências públicas, entre outros meios, para agir nos rumos do serviço público de saneamento. É esta participação que assegura a implementação de ações ainda mais afinadas com o bem comum da coletividade.

O controle social também garante que instrumentos como audiências públicas, por exemplo, possam incentivar a mobilização e participação social cada vez que assuntos mais específicos precisam ser aprofundados, como é o caso da nova Lei de Uso e Ocupação do Solo de Santo André. Durante 2014, o Semasa, instituições não governamentais, moradores e diferentes secretarias municipais debateram o tema tanto para a área de manancial como a urbana, pois ambas possuem realidades e necessidades bastante distintas.
Exercer a cidadania pressupõe a corresponsabilidade de todos nas ações, leis e políticas que vão garantir os seus direitos. Assim, é sempre bom lembrar: o controle social assegurado por lei só trará bons frutos se for organismo vivo e verdadeiro da representação de cada um de nós.

Sebastião Ney Vaz Jr. é superintendente do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André).

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Moeda Verde concorre a Prêmio de Tecnologia Social da Fundação Banco do Brasil

14/06/2024: Moeda Verde concorre a Prêmio de Tecnologia Social da Fundação Banco do Brasil

Projetos finalistas estão sendo avaliados por meio de votação popular Santo André, 13 de junho de 2024 – O Programa Moeda Verde é finalista em mais um grande prêmio nacional. Depois de vencer as premiações InovaCidade 2024, ser eleito o segundo melhor programa do Brasil com o Prêmio RAPS de Inovação e Sustentabilidade e integrar o pacote de ações de sustentabilidade que garantiu o bicampeonato de Santo André no Prêmio Band Cidades Excelentes, desta vez a iniciativa que une...

Santo André recebe Prêmio Governador Franco Montoro por projeto ambiental de agricultura urbana

05/06/2024: Santo André recebe Prêmio Governador Franco Montoro por projeto ambiental de agricultura urbana

Solenidade em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente reconheceu iniciativas de 19 cidades do Estado Santo André, 5 de junho de 2024 – No Dia Mundial do Meio Ambiente, data celebrada oficialmente nesta quarta-feira (5), Santo André foi premiada pelo Governo do Estado pelo projeto ambiental “Quintal Verde”, desenvolvido pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) com apoio do Núcleo de Inovação Social, e voltado à agricultura urbana, compostagem e educação ambiental. A entrega do...

Santo André é premiada pelo Instituto Trata Brasil por investimento em saneamento básico

28/05/2024: Santo André é premiada pelo Instituto Trata Brasil por investimento em saneamento básico

Município foi destaque na categoria “Investimentos por habitante” Santo André, 27 de maio de 2024 – Santo André é novamente destaque no cenário nacional. Nesta segunda-feira (27), o município foi premiado pelo Instituto Trata Brasil na categoria “Investimentos por habitante”, comprovando o compromisso em atender às metas previstas pelo Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab) e levar qualidade de vida à população. O evento, 8ª edição do Prêmio Casos de Sucesso, ocorreu na sede da Fundação Getúlio Vargas (FGV),...

Comunidades atendidas pelo Moeda Verde recebem representantes de Campinas e Parauapebas

27/05/2024: Comunidades atendidas pelo Moeda Verde recebem representantes de Campinas e Parauapebas

Objetivo da troca de experiências é implementar ações similares nestas cidades Santo André, 24 de maio de 2024 – Mais uma vez, o interesse em expandir ações semelhantes ao programa Moeda Verde, que troca resíduos recicláveis por alimentos hórtifrutis, despertou interesse de outros municípios. Nesta quinta e sexta-feira (23 e 24), Santo André recebeu a visita de dois representantes interessados em implementar ação socioambiental semelhante em suas respectivas cidades. O deputado estadual por Campinas (SP), Rafael Zambaldi, participou da...