Durante show, integrantes utilizaram artigos pirotécnicos no palco; Corpo de Bombeiros foi acionado durante a madrugada

Santo André, 15 de janeiro de 2022 – A casa noturna Labirinto Lounge Bar, localizada na rua Carijós, foi interditada pelas equipes do Departamento de Controle Urbano da Prefeitura de Santo André e da Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) na manhã deste sábado (15). O local realizava uma festa com música ao vivo e, no palco durante o show, foi aceso um artefato pirotécnico dentro do ambiente fechado. O Corpo de Bombeiros foi acionado durante a última madrugada.

Ao acender o objeto no palco, a fumaça se espalhou pelo ambiente fechado, causando tumulto entre os frequentadores da festa. Não houve incêndio, nem feridos e o local foi esvaziado ainda durante a madrugada pela Polícia Militar. O caso é similar ao que ocasionou a tragédia na Boate Kiss, há oito anos, na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal), a Prefeitura e o Semasa instalaram barreiras de concreto na manhã deste sábado e procederam com a interdição do local, de forma a destacar que a tolerância é zero para este tipo de evento. A casa noturna não possuía alvará para realizar evento com música ao vivo e, por isso, também será autuada pelo Departamento de Controle Urbano. O espaço já havia sido interditado em outra oportunidade, durante a pandemia, por reunir pessoas aglomeradas e desrespeitar as regras sanitárias.

Vídeo do momento do incidente: https://drive.google.com/file/d/1lcaTd0Bw0Tgm-P7YM26QDtd2utHQTTuR/view?usp=sharing  

Fiscalização Ambiental

Durante show, integrantes utilizaram artigos pirotécnicos no palco; Corpo de Bombeiros foi acionado durante a madrugada Santo André, 15 de janeiro de 2022 – A casa noturna Labirinto Lounge Bar, localizada na rua Carijós, foi interditada pelas equipes do Departamento de Controle Urbano da Prefeitura de Santo André e da Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) na manhã deste sábado (15). O local realizava uma festa com música ao vivo e, no palco durante o show, foi aceso um artefato pirotécnico dentro do ambiente fechado. O Corpo de Bombeiros foi acionado durante a última madrugada. Ao acender o objeto no palco, a fumaça se espalhou pelo ambiente fechado, causando tumulto entre os frequentadores da festa. Não houve incêndio, nem feridos e o local foi esvaziado ainda durante a madrugada pela Polícia Militar. O caso é similar ao que ocasionou a tragédia na Boate Kiss, há oito anos, na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal), a Prefeitura e o Semasa instalaram barreiras de concreto na manhã deste sábado e procederam com a interdição do local, de forma a destacar que a tolerância é zero...

Leia mais

Santo André, 9 de agosto de 2021 – Neste último final de semana, entre quinta-feira (5) e domingo (8), a equipe de Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) intensificou as operações e vistoriou dezenas de estabelecimentos da cidade para coibir problemas relacionados a barulho. A equipe autuou 16 locais, entre bares, tabacarias e igrejas, por ruído acima do limite permitido. As ações contaram com apoio da Guarda Civil Municipal e da Polícia Militar. No total, foram aplicadas oito advertências e 11 autos de infração ambiental (equivalente a multa) por barulho. Em alguns casos, os agentes detectaram infrações recorrentes em dois dias diferentes, autuando os locais por reincidência. Entre os comércios autuados estão duas tabacarias, três templos religiosos e 11 bares. As multas aplicadas variaram entre 150 e 300 FMPs (Fator Monetário Padrão – equivalente a R$ 4,2925), ou seja, com valores entre R$ 643,87 e R$ 1.287,75. As vistorias ocorreram em bairros da área urbana, como Vila Linda, Jardim do Estádio, Vila Bela Vista, Vila Sacadura Cabral, Jardim Ana Maria, Parque Oratório, Jardim, Campestre, Vila Suíça, Vila Marina, e também na Macrozona de Proteção Ambiental, como Jardim Riviera e Parque Miami. As ações aos fins...

Leia mais

Ações contaram com apoio da Polícia Militar e das GCMs de Santo André e São Bernardo Santo André, 2 de agosto de 2021 – A equipe de Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) segue vistoriando os bares e casas noturnas da cidade para coibir problemas relacionados a ruído acima do limite permitido. No último final de semana, entre sexta-feira e domingo (dias 30 e 31/7 e 1º/8), os agentes da autarquia autuaram sete locais, aplicando cinco Autos de Infração Ambiental (multas) e três Advertências Ambientais. Os atendimentos seguem um planejamento realizado ao longo da semana, que contempla passagens em pontos já conhecidos por serem reincidentes em problemas de barulho. Ainda, a equipe atende a ordens de serviço que chegam durante todo o final de semana pelo site do Semasa ou pelo Colab. As ações de fiscalização contaram com o apoio da Polícia Militar e das Guarda Civis Municipais de Santo André e São Bernardo. Neste último caso, houve participação de agentes da cidade vizinha, pois uma área que foi fiscalizada fica na divisa entre os municípios. Na sexta-feira, dois bares – um no Jardim do Estádio e outro no bairro Jardim – foram...

Leia mais

Ação em conjunto com a Polícia Militar e GCM também rendeu multa ao proprietário e apreensão dos equipamentos Santo André, 25 de julho de 2021 – A equipe de Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), com apoio da Guarda Civil Municipal e Polícia Militar, flagrou na madrugada deste domingo (25) um bar no Parque Miami, que realizava evento com música ao vivo e aglomeração de mais de 100 pessoas, todas sem máscara. A festa foi interrompida imediatamente e o local foi autuado por ruído acima do permitido. O bar, localizado no número 417 da rua Pintassilva, já possuía histórico de infrações relacionadas a som alto. O Semasa aplicou um Auto de Infração Ambiental (multa) de 300 FMPs (Fator Monetário Padrão – equivalente a R$ 1.287,85) por causa do barulho e apreendeu quatro caixas de som.  No último sábado (24), a equipe também autuou em 150 FMPs (R$ 643,87) um bar na avenida Martim Francisco, na Vila Alto de Santo André, por ruído acima do permitido. Ainda por barulho, o Semasa também emitiu cinco advertências para outros quatro estabelecimentos nos bairros Parque João Ramalho, Vila Bela Vista, Jardim Cristiane e Vila Humaitá. Em Santo...

Leia mais

Crime ambiental ocorreu no Recreio da Borda do Campo e o responsável também teve o veículo apreendido. GCM apoiou a ação  Santo André, 22 de julho de 2021 – A equipe de Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) flagrou na noite desta quarta-feira (21) um caminhão que realizava continuamente descartes de terra e entulho em uma área pública de preservação permanente no Recreio da Borda do Campo, que havia sido invadida no início de 2021.  O responsável pelo veículo e o invasor da área foram autuados pela autarquia. A ação contou com apoio da Guarda Civil Municipal de Santo André e o caso foi registrado no 6º Distrito Policial. O crime ambiental ocasionou a formação de uma aterro clandestino e, ainda, o soterramento de um curso d’água do lote localizado na avenida Mico Leão Dourado. Em janeiro deste ano, os agentes do Semasa detectaram a invasão do local e, desde então, realizavam vistorias para tentar flagrar os infratores. O responsável pela invasão havia cercado e trancado a área e admitiu que solicitava, há meses, o recebimento de terra e entulho para aterrar o espaço. “Proteger e recuperar os mananciais é um dever do...

Leia mais

Motorista de caminhão jogou irregularmente cerca de 18 toneladas de entulho às margens do córrego dos Meninos, em Santo André Santo André, 21 de julho de 2021 – Um motorista que foi pego em flagrante jogando cerca de 18 toneladas de entulho na avenida Lauro Gomes, na Vila Sacadura Cabral, efetuou a limpeza do local na tarde desta terça-feira (20). O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) também exigirá que o responsável participe semanalmente de operações de limpeza pública do município, até que todo o débito em aberto em decorrência dos crimes ambientais, que somam mais de R$ 50 mil, seja quitado. Com isso, o infrator, após assinar um Termo de Compromisso de Adequação Ambiental, ficará responsável pelos custos de destinação final dos resíduos que ele coletar. A prestação dos serviços, portanto, significará em redução de custos para o Semasa que seriam gastos em outros locais que também sofrem com o descarte irregular de resíduos. O superintendente do Semasa, Gilvan Junior, pontua que este tipo de punição socioeducativa vai permitir ao infrator se sensibilizar e vivenciar o trabalho árduo realizado pela autarquia. “As nossas equipes trabalham continuamente na zeladoria e limpeza da cidade. Com ações como...

Leia mais