6 de dezembro de 2022 – A gestão de resíduos sólidos de Santo André obteve mais um reconhecimento por práticas inovadores e sustentáveis, que transformam a vida da população. A CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina) menciona obras e ações socioambientais desenvolvidas no município no ‘Guia para cidades mais saudáveis – princípios e instrumentos para promover a saúde através do planejamento e gestão urbana’, documento elaborado pela instituição financeira com o objetivo de retratar boas ideias e soluções de desenvolvimento urbano sustentável, crescimento econômico e inclusão social.
O programa Moeda Verde, que possibilita que moradores de comunidades carentes do município troquem resíduos recicláveis por alimentos, é exemplo de política pública para proporcionar segurança alimentar, fortalecer a coleta seletiva e aumentar a vida útil do Aterro Sanitário Municipal. Outra iniciativa socioambiental mencionada é o programa De Volta Pra Sala, cuja ação permite a restauração, o conserto ou a produção de sofás, mobiliário e estofados. A iniciativa já permitiu a confecção e reforma de mais de 200 peças, impedindo que os materiais fossem descartados irregularmente ou tivessem como destino o aterro municipal.
A CAF também traz como ‘caso de interesse’ o Sanear Santo André, programa de obras de saneamento, mobilidade e infraestrutura que recebe financiamento de US$ 50 milhões pela instituição, destacando a construção de mais Estações de Coleta na cidade. Além de ampliar a reciclagem e diminuir pontos de descarte irregular, com a implantação de mais dez ecopontos o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), responsável pela gestão de resíduos sólidos, pode economizar mais de R$ 500 mil, valor gasto no ano passado com a execução de limpeza em locais que sofrem com o despejo ilegal de resíduos em terrenos, córregos ou vias públicas.
“Mais um reconhecimento internacional que Santo André recebe por boas práticas em sustentabilidade e na gestão de resíduos sólidos. Seguimos exportando modelos e programas que melhoram a qualidade de vida da nossa gente, trazendo dignidade e estimulando a reciclagem como forma de combate ao descarte irregular e fomento das cooperativas”, enfatiza o prefeito Paulo Serra.
O ‘Guia para cidades mais saudáveis’ menciona programas de obras e ações socioambientais de cidades diversos países da América Latina, além do Caribe. A gestão de resíduos sólidos de Santo André é citada como uma contribuição para a “saúde e a melhoria da qualidade de vida da população, bem como para o cuidado com o meio ambiente e a conservação dos recursos naturais”.
“Ao ter as nossas ações mencionadas em um documento que traz bons exemplos de cidades de diversos países só reforça que estamos no caminho certo. Boas práticas precisam e devem ser compartilhadas para que possamos oferecer um mundo melhor e menos desigual para todos”, comenta o superintendente do Semasa, Gilvan Junior.
O ‘Guia para cidades mais saudáveis’ também traz contextualização de cenários sobre saneamento, saúde, mobilidade urbana, segurança alimentar, dentre outros, e diretrizes que podem ser realizadas na política urbana, visando à promoção de cidades mais saudáveis, sustentáveis e igualitárias. O documento pode ser consultado em https://bit.ly/3P3kXs1.

Noticias

6 de dezembro de 2022 – A gestão de resíduos sólidos de Santo André obteve mais um reconhecimento por práticas inovadores e sustentáveis, que transformam a vida da população. A CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina) menciona obras e ações socioambientais desenvolvidas no município no ‘Guia para cidades mais saudáveis – princípios e instrumentos para promover a saúde através do planejamento e gestão urbana’, documento elaborado pela instituição financeira com o objetivo de retratar boas ideias e soluções de desenvolvimento urbano sustentável, crescimento econômico e inclusão social. O programa Moeda Verde, que possibilita que moradores de comunidades carentes do município troquem resíduos recicláveis por alimentos, é exemplo de política pública para proporcionar segurança alimentar, fortalecer a coleta seletiva e aumentar a vida útil do Aterro Sanitário Municipal. Outra iniciativa socioambiental mencionada é o programa De Volta Pra Sala, cuja ação permite a restauração, o conserto ou a produção de sofás, mobiliário e estofados. A iniciativa já permitiu a confecção e reforma de mais de 200 peças, impedindo que os materiais fossem descartados irregularmente ou tivessem como destino o aterro municipal. A CAF também traz como ‘caso de interesse’ o Sanear Santo André, programa de obras de saneamento, mobilidade...

Leia mais

Ação do Semasa também tem abordagem educativa nas redes sociais Santo André, 1º de dezembro de 2022 – Quem anda pelas ruas de Santo André e precisa descartar algum resíduo tem a certeza de que em seu caminho encontrará uma ‘amarelinha’ para jogar o lixo. As lixeiras públicas, também conhecidas como papeleiras, são equipamentos fundamentais que garantem uma cidade mais limpa. O problema é que estes dispositivos são constantemente alvos de vandalismo e depredação, especialmente no fim do ano e em épocas festivas, como carnaval ou no próprio período de Copa do Mundo. Para sensibilizar os munícipes para a importância de cuidar deste bem público e de descartar corretamente os resíduos, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) lançou a campanha “Santo André Joga Limpo”. Um esquete teatral percorreu nesta quarta-feira (30) os semáforos da região do entorno do Paço Municipal e também o calçadão da Oliveira Lima, abordando pedestres e motoristas e interagindo por meio do personagem Papelito, a lixeirinha amarela. Os atores usaram de elementos do futebol, em alta por causa dos jogos, para falar, por meio de uma marcha divertida, que usar corretamente as lixeiras e preservá-las é fazer um gol de placa....

Leia mais

Para início imediato, há disponibilidade aos estudantes dos cursos de gestão ambiental, direito, jornalismo e engenharia ambiental Santo André, 30 de novembro de 2022 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), por meio do CIEE (Centro de Integração Empresa Escola), está com diversas vagas abertas de estágio. No total, são 11 áreas de atuação disponíveis: administração de empresas, arquitetura, pedagogia, biologia, ciências sociais, economia, engenharia civil, além de gestão ambiental, direito, engenharia ambiental e jornalismo – nesses últimos quatro cursos, as vagas são para início imediato. Para as áreas de gestão e engenharia ambiental, o horário de trabalho é das 8h às 14h. A vaga de gestão ambiental tem foco de atuação junto ao Departamento de Resíduos Sólidos e é destinada a alunos do 1º ao 5º semestre da graduação. A oportunidade de engenharia ambiental é para candidatos que cursam do 1º ao 7º semestre, com atuação no setor de licenciamento ambiental. A vaga para o curso de direito é para estudantes do 4º ao 9º semestre, com estágio das 12h às 18h. Já para jornalismo, podem concorrer estudantes do 2º ao 7º semestre, com jornada de trabalho das 9h às 15h. A bolsa-auxílio é...

Leia mais

Santo André, 25 de novembro de 2022 – A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos, está construindo mais um ecoponto no Jardim Santo André. O bairro é um dos que mais sofrem com descarte irregular de resíduos, o que agrava problemas de enchentes, alagamentos e a poluição do meio ambiente. As obras ocorrem na Rua da Visão e a nova unidade será batizada de Estação de Coleta Jardim Santo André. Com a construção deste ecoponto, que é o oitavo só neste ano, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), responsável pela gestão de resíduos sólidos, pode economizar mais de R$ 60 mil por ano. Esse foi o valor gasto pela autarquia em 2021 para recolher madeira, entulho e móveis jogados irregularmente na via e no próprio terreno do novo equipamento público. No Jardim Santo André já existe a Estação de Coleta Loreto, que fica na avenida de mesmo nome, mas a nova unidade é fundamental para ampliar a capacidade de recebimento de resíduos, já que o bairro possui alta densidade demográfica. A EC Jardim Santo André tem investimento de mais de R$ 800 mil, com valor financiado pela CAF...

Leia mais

Ação já permitiu a reciclagem de mais de 12 toneladas e vai acontecer nos dias 25 e 26 de novembro, no Paço Municipal Santo André, 23 de novembro de 2022 – Santo André recebe nos dias 25 e 26 de novembro (sexta e sábado) um ponto de coleta especial para descarte de resíduos eletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes. A ação é promovida desde 2020 pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) em parceria com a Green Eletron, entidade gestora sem fins lucrativos de logística reversa de equipamentos eletroeletrônicos e pilhas, e a Reciclus, responsável pela reciclagem das lâmpadas. Em três drive-thrus na cidade, foi possível coletar e reciclar mais de 12 toneladas desses itens. Nos dois dias, a população poderá descartar eletroeletrônicos de uso doméstico de todos os portes que já não possuem mais utilidade, como computadores, impressoras, geladeira, fogões, telefones, carregadores, pilhas gastas e eletrodomésticos. A entrega será feita sem sair do carro, em formato drive-thru. O ponto de coleta será instalado na baia de táxis do Paço Municipal de Santo André (Avenida Portugal, em frente à sede da OAB), das 9h às 16h. Segundo um relatório da Universidade das Nações Unidas, o Brasil descartou...

Leia mais

Iniciativa que troca recicláveis por alimentos consagrou-se como a principal política pública socioambiental de Santo André Santo André, 22 de novembro de 2022 – Há cinco anos, reciclar em Santo André gera comida na mesa a famílias em situação de vulnerabilidade social, amplia a segurança alimentar e a limpeza dos bairros da cidade. Todas essas melhorias ocorrem graças ao programa Moeda Verde, que, nesta terça-feira (22), completa 1.825 dias de existência, trazendo mais qualidade de vida para cerca de 100 mil pessoas que residem em 23 comunidades carentes.   Em comemoração ao aniversário da principal política pública socioambiental do município, a Prefeitura de Santo André e o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) realizaram, durante a manhã desta terça, um evento junto aos moradores da Vila Sá, um dos locais que são beneficiados pela iniciativa. Teve bolo, algodão doce e, claro, parabéns.   “Hoje é um dia muito especial, porque afinal de contas são cinco anos de uma política pública que se mostrou efetiva, que deu certo”, celebra a primeira-dama Ana Carolina Barreto Serra, idealizadora do programa e presidente do Fundo Social de Solidariedade. “Aparentemente uma ideia simples, da troca do lixo pelo alimento, a gente...

Leia mais