23/07/2019 Projetos levam cidadania ambiental para moradores de Santo André

Com apoio do Semasa e recursos do Fumgesan, MDDF e Instituto Siades realizam diversas ações para conscientizar a população

Santo André, 18 de julho de 2019 – Projetos ambientais de organizações da sociedade civil, realizados com o apoio do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e recursos do Fumgesan (Fundo Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental de Santo André), têm transformado o pensamento e a realidade local de populações de bairros periféricos e de áreas de manancial da cidade.

O MDDF (Movimento de Defesa dos Direitos dos Moradores em Núcleos Habitacionais de Santo André) e o Instituto Siades (Sistema de Informações Ambientais para o Desenvolvimento Sustentável) realizam, desde abril, iniciativas para formar cidadãos sustentáveis e agentes comunitários.

Por meio do projeto ‘No meio da vila: sensibilizando pessoas para o cuidado com a cidade’, o MDDF fez diversas revitalizações de espaços degradados, principalmente onde há descarte irregular de resíduos. Com intervenções ambientais e artísticas, que ocorreram em várias comunidades, a organização e os participantes pintaram paredes, colocaram vasos, cones e mensagens contra o descarte de lixo.

Os espaços que receberam melhorias foram duas áreas no núcleo Tamarutaca (Vila Guiomar), próximas das ruas Garanhuns e Guarapari, além do Centro Comunitário; a escadaria da Rua Odilon Conceição, no núcleo Gonçalo Zarco (Vila Aquilino); uma calçada na avenida dos Estados e uma viela, que ficam, respectivamente, nos núcleos Ipiranga I e II (Parque João Ramalho); e uma calçada da rua Purús, no núcleo Piracanjuba (Parque João Ramalho).

Os materiais utilizados nas melhorias, como tintas e vasos, foram reaproveitados das Estações de Coleta do Semasa. Após as revitalizações, agentes ambientais e moradores passam a monitorar os locais, de forma a preservar as intervenções e verificar se há transferência de pontos de descarte para outros endereços.

O projeto do MDDF, que está previsto para acabar no fim de julho, também contou com formação prática sobre a temática ambiental e visitas ao Aterro Sanitário de Santo André, cooperativas de reciclagem, ecopontos, Parque do Pedroso e à Vila de Paranapiacaba, que são unidades de conservação.

Já o Instituto Siades, por meio do projeto ‘Conexões na mata atlântica: uma rede de oportunidades para a conservação’, busca sensibilizar e mobilizar a população que vive no entorno do Parque do Pedroso e do Parque Nascentes de Paranapiacaba sobre proteção da biodiversidade, desenvolvimento sustentável para os parques, disposição correta de resíduos sólidos, dentre outros.

A iniciativa pretende despertar o olhar dos participantes e moradores para a formação de coletivos ambientais, fortalecendo o protagonismo em ações de proteção, conservação e preservação dos recursos naturais. O projeto acontece por meio de várias oficinas. A partir de setembro, os participantes começam a formular projetos sustentáveis para cada parque, que serão avaliados e monitorados. O encerramento das atividades está previsto para novembro.

O Instituto Siades e o MDDF divulgam boletins e vídeos das ações dos projetos. Confira os materiais em > http://www.semasa.sp.gov.br/comugesan/fumgesan/projetos-fumgesan/.

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Santo André estreia Moeda Verde Itinerante para beneficiar novas comunidades

24/09/2022: Santo André estreia Moeda Verde Itinerante para beneficiar novas comunidades

Jardim Utinga recebeu neste sábado novo modelo da ação realizada pelo Fundo Social de Solidariedade e Semasa   Santo André, 24 de setembro de 2022 – Principal política pública socioambiental de Santo André, o programa Moeda Verde começou a ser realizado em um novo formato neste sábado (24) para fazer com que mais pessoas possam trocar recicláveis por frutas, legumes e verduras, ampliando a segurança alimentar e a reciclagem, ao mesmo tempo em que contribui para a limpeza da...

ProAr vistoria e aprova 98% da frota municipal de ônibus

21/09/2022: ProAr vistoria e aprova 98% da frota municipal de ônibus

Emissões dos veículos foram aferidas pelo Semasa Santo André, 21 de setembro de 2022 – As aferições do ProAr (Programa de Qualidade do Ar) realizadas nos ônibus que compõem a frota pública municipal chegaram ao fim e aprovaram 98% dos veículos em atividade. Os agentes da Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) vistoriaram 311 ônibus, sendo que 307 receberam o selo de aprovação, o que significa que as emissões estavam dentro dos padrões...

Doações nas Estações de Coleta de Santo André ultrapassam 95 mil itens no primeiro semestre

20/09/2022: Doações nas Estações de Coleta de Santo André ultrapassam 95 mil itens no primeiro semestre

Volume é 70% superior ao mesmo período de 2021 e demonstra o espírito de solidariedade da cidade Santo André, 20 de setembro de 2022 – Os andreenses seguem engajados em espalhar o bem e ajudar quem mais precisa. Demonstração disso é que as doações recebidas nas Estações de Coleta do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) subiram 70% neste primeiro semestre de 2022, na comparação com o mesmo período do ano passado, com mais de 95...

Semasa inicia operação de Estações de Coleta nos bairros Jardim Ana Maria, Jardim e Bangu

12/09/2022: Semasa inicia operação de Estações de Coleta nos bairros Jardim Ana Maria, Jardim e Bangu

Novos equipamentos foram abertos nesta segunda-feira, com horário de funcionamento das 9h às 17h Santo André, 12 de setembro de 2022 – A partir desta segunda-feira (12), os moradores dos bairros Jardim Ana Maria, Jardim e Bangu podem fazer uso das novas Estações de Coleta que foram construídas para ampliar a reciclagem e o descarte correto de diversos tipos de materiais. O engenheiro aposentado Dario Tartarin, de 66 anos, foi o primeiro a utilizar a Estação de Coleta Bangu....