04/02/2019 Comunicado Importante

Atualizada em 5/2/19 às 17h50

Desde o último dia 17/1/19, a vazão de água da Sabesp para Santo André, nos horários de maior consumo, tem sido muito menor do que a necessidade da cidade.

É uma situação motivada pelo alto calor e consumo, sem relação com a dívida que o Semasa tem com a Sabesp, problema que está sendo negociado em outra esfera.

A baixa adução prejudicou, em princípio, as regiões mais altas e vulneráveis, mas depois, com a dificuldade de recuperação dos reservatórios e a necessidade da realização de manobras para atender a todos os munícipes, toda cidade passou a ter, em algum momento a  interrupção no fornecimento de água.

Um primeiro agravante ocorreu na madrugada de sexta-feira (1/2). O apagão que atingiu o ABC e a Zona Leste da capital na noite anterior refletiu no funcionamento de bombas da Sabesp, e Santo André recebeu pouca água mesmo durante a madrugada.

Neste último sábado (2/2), a vazão estava estável e os reservatórios caminhavam para a normalização quando uma bomba da Sabesp, na Estação Elevatória de Sapopemba que atende o sistema Rio Claro, queimou. A companhia estadual parou de enviar água para Santo André por este sistema entre as 15h de sábado e meio-dia de domingo (3/2).

Desde ontem (4/2) o Semasa está conseguindo normalizar o sistema, mas este processo é lento porque os reservatórios da cidade estão baixos e a água que chega é consumida imediatamente.

Na tarde desta terça-feira (5/2), a maior parte da cidade já está com o abastecimento normalizado. No entanto, os reservatórios Miami, Clube de Campo, Erasmo (Zonas Baixa e Alta), Vila Suíça (Zonas Baixa, Alta e Altíssima), Camilópolis (Zona Baixa) e Gonzaga (Zona Alta) ainda apresentam alguma deficiência, mas estão enviando água para as regiões que atendem.

Importante salientar que para que o abastecimento se normalize é necessário que a Sabesp mantenha a adução regular. Sem essa regularidade, também é difícil para o Semasa manter uma previsão de retorno de água precisa para seus usuários.

Quanto a isso, o prefeito Paulo Serra tem feito gestões pessoalmente junto ao Governo do Estado, enquanto os técnicos do Semasa também cobram da área técnica da Sabesp a normalização do abastecimento.

O Semasa também solicita a todos os munícipes para fazer uso racional da água, principalmente aqueles que moram em regiões mais baixas e que já estão com o fornecimento normalizado.

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Prefeitura inicia construção de  segundo ecoponto no Jardim Santo André

25/11/2022: Prefeitura inicia construção de segundo ecoponto no Jardim Santo André

Santo André, 25 de novembro de 2022 – A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos, está construindo mais um ecoponto no Jardim Santo André. O bairro é um dos que mais sofrem com descarte irregular de resíduos, o que agrava problemas de enchentes, alagamentos e a poluição do meio ambiente. As obras ocorrem na Rua da Visão e a nova unidade será batizada de Estação de Coleta Jardim Santo André. Com a...

Santo André recebe novo drive-thru para descarte correto de eletroeletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes

23/11/2022: Santo André recebe novo drive-thru para descarte correto de eletroeletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes

Ação já permitiu a reciclagem de mais de 12 toneladas e vai acontecer nos dias 25 e 26 de novembro, no Paço Municipal Santo André, 23 de novembro de 2022 – Santo André recebe nos dias 25 e 26 de novembro (sexta e sábado) um ponto de coleta especial para descarte de resíduos eletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes. A ação é promovida desde 2020 pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) em parceria com a Green...

Prestes a virar lei, programa Moeda Verde comemora 5 anos

22/11/2022: Prestes a virar lei, programa Moeda Verde comemora 5 anos

Iniciativa que troca recicláveis por alimentos consagrou-se como a principal política pública socioambiental de Santo André Santo André, 22 de novembro de 2022 – Há cinco anos, reciclar em Santo André gera comida na mesa a famílias em situação de vulnerabilidade social, amplia a segurança alimentar e a limpeza dos bairros da cidade. Todas essas melhorias ocorrem graças ao programa Moeda Verde, que, nesta terça-feira (22), completa 1.825 dias de existência, trazendo mais qualidade de vida para cerca de...

Pandemia aumenta em 47% o número de catadores de recicláveis em Santo André

18/11/2022: Pandemia aumenta em 47% o número de catadores de recicláveis em Santo André

Até 2020, 579 profissionais trabalhavam com essa atividade; após aquele ano, 274 pessoas passaram a recolher e vender esse tipo de material no município Santo André, 18 de novembro de 2022 – Ao andar ou trafegar de veículo pelas ruas de Santo André nesses últimos dois anos é possível notar que houve aumento significativo de pessoas que recolhem materiais recicláveis. Os novos catadores autônomos de resíduos secos, como também são conhecidos, passaram a exercer essa atividade após perder o...