06/08/2018 Entidades ligadas ao saneamento se mobilizam contra a Medida Provisória que alterou o Marco Legal do Saneamento

MP ameaça a titularidade dos municípios e empresas públicas que prestam serviços de saneamento, como o Semasa

No início de julho (no final do dia do jogo Brasil x Croácia, durante a Copa do Mundo) o Governo Federal editou uma Medida Provisória (MP 844/2018) que propõe diversas mudanças ao Marco Legal do Saneamento (Lei Federal 9984/2000). Além de ser um instrumento pouco democrático, o novo texto propõe alterações fundamentais e estruturais para o setor do saneamento básico do País, que podem prejudicar severamente as empresas municipais que operam estes serviços, pois aumenta a possibilidade de privatizações, além de contribuir para o aumento da desigualdade de aplicação de recursos para as menores cidades, pois elimina o subsídio cruzado.

Posicionando-se contra a medida, as quatro maiores entidades do setor reuniram-se no último dia 31/7 naquele que ficou conhecido como ‘Dia Nacional Contra MP do Saneamento’, cujas manifestações ocorreram em 18 capitais. O Semasa esteve presente nas tratativas e nas mobilizações contra a aprovação da MP, cuja reunião ocorreu na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Capitaneada pela Abes (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental) e pela Assemae (Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento), em parceria com a ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação), AESBE (Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento), entre outras instituições, a mobilização contou com apoio de diversos setores profissionais e também de parlamentares. No dia 8/8 foi realizada uma Audiência Pública para discutir o assunto.

Entenda melhor – Estas entidades afirmam que a MP é inconstitucional. Segundo seus representantes, ela interfere na titularidade dos municípios e acaba com o subsídio cruzado e com a lógica dos ganhos de escala, o que prejudica as cidades mais pobres e gera um grande risco de aumento das tarifas de água e esgoto em todo Brasil.

“Nesse contexto, com certeza haverá prejuízos imediatos para a universalização dos serviços. A MP, ao contrário do discurso do Governo Federal, promoverá uma verdadeira desestruturação do setor de saneamento no Brasil, aumentando a diferença entre municípios ricos e pobres”, afirma  Roberval Tavares, presidente nacional da Abes.

Outra mudança proposta pela MP é que, a partir de então, a ANA (Agência Nacional de Águas) passa a ser responsável pela instituição de diretrizes nacionais para a regulação da prestação dos serviços públicos de saneamento básico. De acordo com a Assemae, a ANA não possui competência para regular o setor de saneamento básico no Brasil. Além disso, pela Constituição Federal, o saneamento é uma prerrogativa dos municípios.

No site do Senado Federal há uma consulta pública aberta sobre a MP, e qualquer pessoa pode votar.

Leia mais: AssemaeAbes, Folha de S. PauloExameFolha de Pernambuco.

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Projeto Água, Câmera e Ação começa as atividades em Santo André

19/10/2021: Projeto Água, Câmera e Ação começa as atividades em Santo André

Interessados em realizar cursos de audiovisual, percepção ambiental e empreendedorismo ainda podem se inscrever até 22 de outubro Santo André, 19 de outubro de 2021 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) deu início ao Água, Câmera e Ação, projeto de educomunicação que visa à sensibilização e formação socioambiental de jovens da Vila de Paranapiacaba e da região do bairro Condomínio Maracanã. A iniciativa promove cursos gratuitos de audiovisual, percepção ambiental e empreendedorismo. A primeira...

Semasa inicia contação de histórias com tema ambiental de forma presencial

16/10/2021: Semasa inicia contação de histórias com tema ambiental de forma presencial

Com a melhora do cenário de pandemia, autarquia explora atividade em campo para sensibilizar e estimular a reflexão de crianças sobre diversos assuntos Santo André, 16 de outubro de 2021 – A Tuca, contadora de histórias do portal infantil Hendu, saiu de trás das telas e começou a realizar apresentações de forma presencial. Com a queda de contágios e de internações pelo coronavírus, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) vem retomando o trabalho em campo...

Semasa abre eleições para conselho gestor do Parque do Pedroso

14/10/2021: Semasa abre eleições para conselho gestor do Parque do Pedroso

Entidades interessadas em participar do processo eleitoral têm até 12 de novembro para se inscrever Santo André, 11 de outubro de 2021 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), por meio do Comugesan, inicia nesta segunda-feira (11) o processo de eleições para constituir o Conselho Gestor do Parque Natural Municipal do Pedroso. O processo de inscrição para as entidades interessadas ocorre até 12 de novembro, de forma online ou presencial. O conselho gestor será composto...

Semasa entrega centenas de brinquedos para crianças da comunidade Sacadura Cabral

14/10/2021: Semasa entrega centenas de brinquedos para crianças da comunidade Sacadura Cabral

Objetos foram doados nas Estações de Coleta e ganharam um destino nobre, levando alegria para famílias carentes Santo André, 8 de outubro de 2021 – O Dia das Crianças chegou mais cedo para moradores da comunidade da Vila Sacadura Cabral. O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) distribuiu nesta sexta-feira (8) duzentos brinquedos para a população, durante o evento Gincanas Ecológicas, que promove brincadeiras com somatórias de pontos para os pequenos trocarem por objetos como carrinhos,...