26/06/2018 Cidade do interior de São Paulo implanta projeto inspirado no Moeda Verde

Em Amparo, programa também espera reduzir volume de resíduos que são aterrados

Santo André, 26 de junho de 2018 – O exemplo do projeto Moeda Verde, implantado em novembro de 2017 em Santo André, já começa a dar frutos em outras cidades. Esta semana, a Prefeitura de Amparo, município do interior paulista com 70 mil habitantes localizado na região de Campinas, iniciou o projeto ViaVerde, programa inspirado na experiência andreense, que troca de resíduos secos por alimentos hortifrúti.

Assim como em Santo André, um dos principais objetivos do ViaVerde é reduzir o volume de resíduos gerados em Amparo que segue para o Aterro Sanitário. “Aqui temos 60 toneladas de lixo por dia. Se conseguirmos reduzir este volume vamos economizar recursos, porque pagamos R$ 170 por tonelada aterrada”, explicou José Scabora, diretor de Infraestrutura e Serviços Públicos de Amparo, área responsável pela gestão dos resíduos.

“O Moeda Verde é um programa inspirador e que deve ser multiplicado em outras cidades do País. A troca de recicláveis por itens de hortifrúti garante alimentos saudáveis, enriquecendo nutricionalmente a cesta básica de muitas famílias. A medida confere ainda dignidade, qualidade de vida e, de quebra, consciência ambiental, a partir da cultura de reaproveitamento de insumos e do combate ao descarte irregular de lixo, problemas que impactam outras áreas da cidade”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Dez toneladas já arrecadadas – Em Santo André, o Moeda Verde já está implantado em três núcleos – Ciganos, Capuava e Ciprestes – e arrecadou até este mês 10 toneladas de resíduos secos. A cada 5kg de material entregue, o morador recebe 1kg de alimento hortifrúti. As trocas acontecem a cada 15 dias. Todo material recebido é encaminhado para as cooperativas de reciclagem, que fazem a separação e a venda, gerando renda para os antigos catadores.

Em Amparo, o ViaVerde começa a atuar em quatro pontos da cidade, atingindo os cinco bairros com maior vulnerabilidade social, e os recicláveis também vão para uma cooperativa de reciclagem. “Seguindo a experiência de Santo André, também fizemos reuniões com os moradores antes da implantação do projeto”, explicou Hilário Piffer Júnior, diretor administrativo do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto). Também a cada duas semanas, os moradores podem entregar resíduos e recebem em troca frutas, legumes e verduras.

“Este projeto é maravilhoso. Já separava o reciclável para uma catadora, mas nem tudo era aproveitado. Aqui eles aproveitam tudo”, afirmou a dona de casa Helena Lourenço, primeira moradora de Amparo a realizar a troca na cidade. “Com ele a cidade fica mais limpa e o meio ambiente mais protegido”, disse a técnica em administração Marluci Silveira, que também aderiu ao projeto logo no primeiro dia de troca.

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Santo André estreia Moeda Verde Itinerante para beneficiar novas comunidades

24/09/2022: Santo André estreia Moeda Verde Itinerante para beneficiar novas comunidades

Jardim Utinga recebeu neste sábado novo modelo da ação realizada pelo Fundo Social de Solidariedade e Semasa   Santo André, 24 de setembro de 2022 – Principal política pública socioambiental de Santo André, o programa Moeda Verde começou a ser realizado em um novo formato neste sábado (24) para fazer com que mais pessoas possam trocar recicláveis por frutas, legumes e verduras, ampliando a segurança alimentar e a reciclagem, ao mesmo tempo em que contribui para a limpeza da...

ProAr vistoria e aprova 98% da frota municipal de ônibus

21/09/2022: ProAr vistoria e aprova 98% da frota municipal de ônibus

Emissões dos veículos foram aferidas pelo Semasa Santo André, 21 de setembro de 2022 – As aferições do ProAr (Programa de Qualidade do Ar) realizadas nos ônibus que compõem a frota pública municipal chegaram ao fim e aprovaram 98% dos veículos em atividade. Os agentes da Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) vistoriaram 311 ônibus, sendo que 307 receberam o selo de aprovação, o que significa que as emissões estavam dentro dos padrões...

Doações nas Estações de Coleta de Santo André ultrapassam 95 mil itens no primeiro semestre

20/09/2022: Doações nas Estações de Coleta de Santo André ultrapassam 95 mil itens no primeiro semestre

Volume é 70% superior ao mesmo período de 2021 e demonstra o espírito de solidariedade da cidade Santo André, 20 de setembro de 2022 – Os andreenses seguem engajados em espalhar o bem e ajudar quem mais precisa. Demonstração disso é que as doações recebidas nas Estações de Coleta do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) subiram 70% neste primeiro semestre de 2022, na comparação com o mesmo período do ano passado, com mais de 95...

Semasa inicia operação de Estações de Coleta nos bairros Jardim Ana Maria, Jardim e Bangu

12/09/2022: Semasa inicia operação de Estações de Coleta nos bairros Jardim Ana Maria, Jardim e Bangu

Novos equipamentos foram abertos nesta segunda-feira, com horário de funcionamento das 9h às 17h Santo André, 12 de setembro de 2022 – A partir desta segunda-feira (12), os moradores dos bairros Jardim Ana Maria, Jardim e Bangu podem fazer uso das novas Estações de Coleta que foram construídas para ampliar a reciclagem e o descarte correto de diversos tipos de materiais. O engenheiro aposentado Dario Tartarin, de 66 anos, foi o primeiro a utilizar a Estação de Coleta Bangu....