05/06/2018 Programa inovador, Moeda Verde completa 6 meses com quase 6,5ton de recicláveis recebidos

Iniciativa ocorre em três núcleos da cidade e conta com mais de 200 famílias cadastradas
Santo André, 5 de junho de 2018 – O programa Moeda Verde, que troca 5 quilos de resíduos recicláveis por 1 quilo de alimentos hortifrúti, completou seis meses de implantação. Desde 22 de novembro, quando teve início a ação no Núcleo dos Ciganos, em Utinga, foram quase 6,5 toneladas de resíduos recicláveis entregues pela população, que em troca recebe frutas, legumes e verduras. No final de abril, o projeto foi estendido também aos núcleos Capuava e Ciprestes, tendo atualmente mais de 200 famílias cadastradas.
“O projeto Moeda Verde é um sucesso, que conta com o envolvimento cada vez maior dos moradores. Traz cidadania e consciência ecológica. Outra vantagem é a redução do acúmulo de lixo nos locais onde o programa foi implantado”, afirma o prefeito Paulo Serra.
O Moeda Verde tem se destacado por causa da forma como integra uma necessidade urgente da cidade – a ampliação da reciclagem para a redução do volume de resíduos que seguem para o Aterro – com uma ação social que beneficia diretamente famílias vulneráveis. Mas o programa não é só isso. Ao atuar com educação ambiental, o Moeda Verde demonstra na prática os benefícios da reciclagem, quando, por exemplo, ajuda a reduzir o lixo jogado nas ruas por moradores dos núcleos atendidos e a eliminação de pontos viciados de descarte irregular.
Ao mesmo tempo, o interesse cada vez maior pelo projeto conscientiza a população em geral que, ao receber mais informação sobre o encaminhamento adequado dos recicláveis na cidade, passa a aderir melhor à coleta seletiva, separando com mais frequência os resíduos secos para a coleta seletiva porta a porta.
O Moeda Verde ainda tem como consequência outros benefícios indiretos, como o aumento da qualidade do material seco que chega para as cooperativas de reciclagem, ampliando sua possibilidade de ganho econômico, e a maior venda de verduras produzidas pelos agricultores urbanos de Santo André.
“O processo é transversal e atinge as duas pontas: gera mais oportunidades para quem produz o alimento e entrega mais material para as pessoas que sobrevivem da venda dos recicláveis. São duas pontas econômicas, de inclusão social e geração de renda, e no intermediário estamos nós, do Semasa, os moradores de núcleos e o resto da cidade, ganhando com a separação correta dos resíduos”, afirma José Elídio Moreira, diretor de Resíduos Sólidos do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), departamento que cuida da parte operacional do programa.
O Moeda Verde é realizado por meio de parceria entre Semasa, Banco de Alimentos do Núcleo de Inovação Social, Secretaria da Saúde, Secretaria de Cidadania e Assistência Social, Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André), Agricultores Urbanos do Marajoara e do Capuava, Nupe (Núcleo de Projetos Especiais) de Santo André e Instituto Triângulo.
ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Brinquedos descartados nas Estações de Coleta levam alegria para crianças de comunidade carente

18/06/2021: Brinquedos descartados nas Estações de Coleta levam alegria para crianças de comunidade carente

Semasa distribuiu objetos, entregues por moradores de Santo André, em evento inédito realizado no núcleo Eucaliptos Santo André, 18 de junho de 2021 – As Estações de Coleta de Santo André são fundamentais para estimular o descarte correto de resíduos recicláveis, entulho, eletroeletrônicos, dentre outros, mas os ecopontos também se consolidaram como espaço para doação de brinquedos. Com a grande quantidade de objetos que são levados pelos moradores da cidade, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo...

Moeda Verde chega à comunidade Lamartine, no Jardim Santo André

17/06/2021: Moeda Verde chega à comunidade Lamartine, no Jardim Santo André

Núcleo é o décimo sexto a integrar o programa; expansão faz parte do Plano de Metas da Prefeitura Santo André, 17 de junho de 2021 – A Prefeitura de Santo André, por meio do Banco de Alimentos do Fundo Social de Solidariedade, e o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) iniciaram nesta quinta-feira (17) as trocas do Programa Moeda Verde junto ao núcleo Lamartine, no Jardim Santo André. A ação é parte da programação especial do...

Semasa lança minicurso on-line sobre a importância da polinização para sustentabilidade do planeta

16/06/2021: Semasa lança minicurso on-line sobre a importância da polinização para sustentabilidade do planeta

Formação inédita é totalmente gratuita e integra agenda do Junho Verde Santo André, 16 de junho de 2021 – O processo de polinização é indispensável para a indústria da agricultura e a produção de alimentos, mas os insetos e animais responsáveis por este trabalho estão ameaçados por causa do desmatamento, mudanças climáticas e uso de agrotóxicos. Para falar deste tema tão importante, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) promove neste mês o minicurso inédito “De...

Complexo Viário Cassaquera celebra um ano de transformações em Santo André

11/06/2021: Complexo Viário Cassaquera celebra um ano de transformações em Santo André

Obras de saneamento, infraestrutura, drenagem e mobilidade urbana eram aguardadas há décadas pelos moradores Santo André, 11 de junho de 2021 – Há mais de 30 anos, o aposentado José Fernando de Almeida, de 73 anos, já ouvia falar de projetos de saneamento e infraestrutura urbana no córrego Cassaquera e na avenida Luiz Ignácio de Anhaia Mello, em Santo André. Após anos de espera, em 2020, a atual gestão da Prefeitura e o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental...