16/12/2017 Jardim Santo André e região ganham nova Estação de Coleta, para reduzir descarte irregular de lixo

Novo ecoponto é o 19° da cidade e fica na avenida Loreto; limpeza de locais custou ao município R$ 330 mil em 2017
Santo André, 16 de dezembro de 2017 – Santo André ganhou neste sábado (16) sua 19ª Estação de Coleta, que vai beneficiar moradores do Jardim Santo André e região. O equipamento é fundamental para combater o descarte irregular de resíduos pela cidade. Com a inauguração, a expectativa do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) é reduzir o depósito ilegal de lixo em oito pontos viciados que estão em um raio de 1km da nova estação. Somadas, as operações de limpeza nestes pontos ao longo de 2017 recolheram cerca de 1.900 toneladas de resíduos e custaram R$ 330 mil ao município.
“O que a gente fez aqui foi uma obra relativamente pequena, mas que tem uma importância muito grande. Um ponto de coleta como este gera um sentimento de cidadania. O bairro fica mais limpo, agradável e é uma questão de saúde pública, porque lixo não pode ficar nas ruas. Na época de chuvas, um dos principais problemas é o lixo que entope bueiro e boca de lobo, e aí a água sobe mais rápido”, disse o prefeito Paulo Serra, citando ainda o programa Moeda Verde, que troca 5kg de resíduos recicláveis por 1kg alimentos hortifrúti, implantado no Núcleo dos Ciganos, em Utinga. “A gente quer trazer o Moeda Verde pra cá, o que ainda pode gerar o alimento para quem mais precisa.”
A nova estação segue os padrões das outras 18 que existem na cidade, com pavimento de concreto, guarita, iluminação com sensor crepuscular e jardim, além de câmeras de vigilância. Localizada na avenida Loreto, 101, no Jardim Santo André, a ideia é que ela também seja utilizada por moradores dos bairros do entorno, como Vila Luzita, Vila Rica, Parque dos Pássaros, Vila João Ramalho e Jardim Irene. O horário de funcionamento será de segunda-feira a sábado, das 8h às 16h.
Em sintonia com a Estação de Coleta, uma ação importante e que agradou em cheio a vizinhança foi a revitalização da viela que liga o residencial Atlântico Sul – onde moram cerca de 4.000 pessoas – à avenida Loreto. A viela era de terra e, com a intervenção, ganhou uma passarela de concreto, iluminação e paisagismo. De acordo com os moradores, a melhoria já era solicitada há 20 anos. O serviço foi realizado em uma parceria da Prefeitura com o Semasa.
“Há muito tempo pedíamos estas melhorias. Este terreno era usado por morador de rua e muitos usuários de droga e era um pedaço perigoso para se passar. É mesmo uma grande melhoria para o nosso bairro”, afirmou a microempresária Roberta Carvalho, que mora há 13 anos no bairro.
O prefeito Paulo Serra ainda destacou que a Estação de Coleta Loreto é a primeira melhoria de várias previstas para a região. “Este ano a capacidade de investimento da prefeitura estava muito prejudicada, mas 2018 vai ser um pouco diferente e bem melhor.  Nós vamos ter a nova contratação das linhas de ônibus do Terminal da Vila Luzita, que vai passar por uma total modernização; vamos ter a retomada das obras do Hospital da Vila Luzita, esse sonho da região; a UPA do Jardim Santo André vai ser reaberta com informatização, nova equipe e novo padrão de atendimento; e a delegacia 24 horas no CIC (Centro Integrado de Cidadania) da Adriático”, disse.
Uso gratuito – As estações de coleta do Semasa são equipamentos públicos e de uso gratuito. Elas estão equipadas para que os munícipes possam fazer o descarte correto de resíduos recicláveis e inservíveis (como restos de construção civil e demolição, madeira, pneus, eletroeletrônicos, lâmpadas, móveis velhos, óleo vegetal, pilhas e baterias domésticas), colaborando assim para a manutenção do meio ambiente e da saúde pública. A população pode depositar até 1m³ de resíduos mensalmente, o equivalente a 10 sacos de 100 litros. Este ano, ainda será aberta ao público a 20ª Estação de Coleta, em Utinga.
ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Prefeitura inicia construção de  segundo ecoponto no Jardim Santo André

25/11/2022: Prefeitura inicia construção de segundo ecoponto no Jardim Santo André

Santo André, 25 de novembro de 2022 – A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos, está construindo mais um ecoponto no Jardim Santo André. O bairro é um dos que mais sofrem com descarte irregular de resíduos, o que agrava problemas de enchentes, alagamentos e a poluição do meio ambiente. As obras ocorrem na Rua da Visão e a nova unidade será batizada de Estação de Coleta Jardim Santo André. Com a...

Santo André recebe novo drive-thru para descarte correto de eletroeletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes

23/11/2022: Santo André recebe novo drive-thru para descarte correto de eletroeletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes

Ação já permitiu a reciclagem de mais de 12 toneladas e vai acontecer nos dias 25 e 26 de novembro, no Paço Municipal Santo André, 23 de novembro de 2022 – Santo André recebe nos dias 25 e 26 de novembro (sexta e sábado) um ponto de coleta especial para descarte de resíduos eletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes. A ação é promovida desde 2020 pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) em parceria com a Green...

Prestes a virar lei, programa Moeda Verde comemora 5 anos

22/11/2022: Prestes a virar lei, programa Moeda Verde comemora 5 anos

Iniciativa que troca recicláveis por alimentos consagrou-se como a principal política pública socioambiental de Santo André Santo André, 22 de novembro de 2022 – Há cinco anos, reciclar em Santo André gera comida na mesa a famílias em situação de vulnerabilidade social, amplia a segurança alimentar e a limpeza dos bairros da cidade. Todas essas melhorias ocorrem graças ao programa Moeda Verde, que, nesta terça-feira (22), completa 1.825 dias de existência, trazendo mais qualidade de vida para cerca de...

Pandemia aumenta em 47% o número de catadores de recicláveis em Santo André

18/11/2022: Pandemia aumenta em 47% o número de catadores de recicláveis em Santo André

Até 2020, 579 profissionais trabalhavam com essa atividade; após aquele ano, 274 pessoas passaram a recolher e vender esse tipo de material no município Santo André, 18 de novembro de 2022 – Ao andar ou trafegar de veículo pelas ruas de Santo André nesses últimos dois anos é possível notar que houve aumento significativo de pessoas que recolhem materiais recicláveis. Os novos catadores autônomos de resíduos secos, como também são conhecidos, passaram a exercer essa atividade após perder o...