08/06/2017 Projeto Compostagem nas Escolas do Semasa chega às unidades da rede estadual de Santo André

Santo André, 8 de junho de 2017 – O Projeto Compostagem nas Escolas foi lançado hoje na rede estadual de ensino de Santo André, durante cerimônia na EE Fioravante Zampol. Desenvolvido pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) desde 2014 em escolas municipais, o objetivo é contribuir para a ampliação da coleta seletiva na cidade, mostrando à comunidade escolar que é possível transformar resíduos em um composto orgânico para hortas e jardins, ao mesmo tempo em que se reduz a quantidade de material descartado no aterro sanitário. 

“Isso é reciclagem, é devolver para a natureza o que é dela. É uma iniciativa que atinge a educação ambiental, mas também a saúde da cidade, porque com ela também preservamos o nosso aterro sanitário”, destaca o superintendente do Semasa, Ajan Marques de Oliveira.

No total, 52 escolas municipais e creches já fazem parte do Compostagem nas Escolas. Com a rede estadual, mais 87 escolas de Santo André podem aderir ao projeto. As escolas participantes recebem uma composteira doméstica do Semasa, além de orientações sobre o uso do material.

O projeto inclui formação de professores e coordenadores de ensino, que recebem orientação sobre os problemas que envolvem a geração de resíduos e informações sobre alternativas para o tratamento do material orgânico. Doze escolas estaduais já estão habilitadas para receber as composteiras e novas adesões ao projeto serão aceitas a partir do segundo semestre.

“Nossa expectativa é que todas as escolas sejam atingidas, de forma que coordenadores, professores alunos e funcionários se tornem multiplicadores dos conceitos de coleta seletiva e compostagem, levando para suas comunidades e famílias”, explica a coordenadora do projeto no Semasa, Vilma Lucia da Rosa.

Feitas de plástico bem resistente e não transparente, as composteiras recebem os resíduos orgânicos gerados na escola – restos de alimentos não processados, como frutas, legumes, verduras, grãos e cascas de ovos, entre outros. O material que resultar do processo deve ser usado em hortas ou jardins da própria escola ou pela comunidade.

 

Fioravante quer ampliar a produção em horta e jardim

Primeira escola estadual a abraçar o projeto, a EE Fioravante Zampol incluirá a composteira doada ontem no projeto de sustentabilidade já desenvolvido com os alunos. A unidade de ensino, que tem 1.400 alunos, já possui horta e jardim vertical cultivados pelos estudantes e a intenção agora é usar o composto orgânico para ampliar a produção.

“Os alunos querem ampliar a horta para ter uma produção (de verduras, legumes e frutas) que possa ajudar crianças carentes da comunidade”, afirma a a bióloga Silvia Valente, uma das professoras que coordenam o projeto na escola.

A dirigente regional de ensino de Santo André, Ariane Butrico, destacou a importância do projeto para o meio ambiente e especialmente para a cidade. “Temos uma grande área de proteção de mananciais e precisamos aproveitar o momento, porque ainda dá tempo de recuperar o nosso ambiente. Não podemos esquecer que nós somos parte do meio ambiente. É uma semente muito grande esta que estamos plantando aqui”.

De acordo com o superintendente do Semasa, o projeto também é importante por envolver os estudantes. “O caminho é a criança se desenvolver tendo sensibilidade para os problemas do meio ambiente”.

 

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Moeda Pet chega aos núcleos Sacadura Cabral, Missionários, Sorocaba e Cruzado

31/01/2023: Moeda Pet chega aos núcleos Sacadura Cabral, Missionários, Sorocaba e Cruzado

Programa que troca garrafas PET por ração ocorrerá junto ao Moeda Verde, que troca recicláveis por alimentos Santo André, 31 de janeiro de 2023 – Em fevereiro, o programa Moeda Pet chega a novas comunidades para beneficiar moradores que já participam do programa Moeda Verde. Nesta quarta-feira (1º), é a vez de os moradores do Núcleo Sacadura Cabral também trocarem garrafas PET por ração para cães e gatos, ao mesmo tempo em que podem trocar recicláveis por alimentos. As...

Melhorias de saneamento e mobilidade são principais marcos do Complexo Cassaquera

31/01/2023: Melhorias de saneamento e mobilidade são principais marcos do Complexo Cassaquera

Prefeitura de Santo André e Semasa comemoram nesta segunda-feira um ano de entrega das obras Santo André, 30 de janeiro de 2023 – Há exato um ano, Santo André celebrava a entrega do Complexo Viário Cassaquera, um pacote de obras de saneamento, infraestrutura e mobilidade que era aguardado há décadas pelos moradores que residem na região da Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, entre a Vila Homero Thon e o bairro Centreville.   Passados 365 dias desde o...

Moeda Verde e Moeda Pet chegam às comunidades Lamartine, Eucaliptos e Vila Sá

23/01/2023: Moeda Verde e Moeda Pet chegam às comunidades Lamartine, Eucaliptos e Vila Sá

Trocas conjuntas ocorrerão a cada dois meses Santo André, 23 de janeiro de 2023 – Como parte do processo de expansão do Moeda Pet, nos próximos dias 25 (quarta-feira), 26 (quinta-feira) e 31/1 (terça-feira), a Prefeitura de Santo André, em parceria com o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), inicia as trocas conjuntas do Moeda Verde e Moeda Pet nos núcleos Lamartine, Eucaliptos e Vila Sá – respectivamente. Nestes locais, o Moeda Verde já acontece regularmente,...

Semasa retoma visitas ao Aterro Sanitário de Santo André

19/01/2023: Semasa retoma visitas ao Aterro Sanitário de Santo André

Agenda está aberta para todos os segmentos da sociedade Santo André, 19 de janeiro de 2023 – Um dos principais equipamentos de sensibilização ambiental sobre temáticas de resíduos sólidos, o Aterro Sanitário de Santo André retomou a agenda de 2023 para visitas monitoradas ao espaço. Administrado pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), o complexo do Centro de Tratamento de Resíduos abriga as cooperativas de reciclagem, o ecoponto especial para recolhimento de pneus, as lagoas de...