25/02/2016 Chuva desta quarta (24) não deixou feridos em Santo André

Uma casa foi interditada e a família vai receber aluguel-social; prefeituras do ABC haviam pedido limpeza dos piscinões ao Governo do Estado

 Santo André, 25 de fevereiro de 2016 – As equipes do Programa Operação Chuvas de Verão, coordenadas pela Defesa Civil de Santo André, estão desde a noite de ontem (24/2) realizando atendimento às famílias que tiveram suas casas inundadas pelo transbordamento do córrego Oratório, na divisa com a cidade de São Paulo. Felizmente, a cidade não registrou feridos em decorrência da chuva.

A ocorrência mais grave em Santo André foi o desabamento da parede uma casa na rua Planaltina, na Vila Sá, deixando uma família de três pessoas desabrigada. Após vistoria preventiva da Defesa Civil, a família foi cadastrada e encaminhada à Secretaria de Assistência Social da Prefeitura para receber aluguel social.

Até o momento, 43 famílias que perderam pertences com o alagamento foram cadastradas para assistência humanitária. Eles recebem material de limpeza e kits de roupas, cestas básicas e colchões. Todas as famílias, exceto a da rua Planaltina, puderam retornar a suas casas.

Gestão do piscinões

A gestão dos dois piscinões que existem ao longo do córrego Oratório, na divisa com zona leste de São Paulo, é do Governo do Estado, por meio do DAEE. Conforme foi noticiado pela imprensa regional, o Consórcio Intermunicipal do ABC havia dirigido, na última semana, um apelo ao Governo Estadual para que realizasse a limpeza dos equipamentos. A falta de manutenção de um deles especificamente, situado no bairro Jardim Oratório, em Mauá, certamente contribuiu para os alagamentos desta quarta-feira.

Embora não esteja sob jurisdição do Semasa, o córrego recebera limpeza mecânica por parte da autarquia nos dias 11 e 12 de fevereiro pelo Semasa. O Semasa também realiza rotineiramente a limpeza de bocas de lobo em todas as áreas atingidas pelo alagamento de ontem, incluindo a avenida dos Estados e a avenida das Nações – que registrou alagamento na altura da Coop.

Chuva em excesso

A chuva de ontem na região de influência do córrego Oratório alcançou 115,7 mm. O total de precipitações que incidiram sobre Santo André em fevereiro, até o momento, é de 384 mm. Ou seja, choveu, apenas em um dia e somente na região do córrego Oratório, quase um terço de toda a chuva do mês. O índice de ontem também equivale, num único dia, a quase metade do que choveu em toda a cidade em janeiro (264,5mm). Este mês de fevereiro também já está mais chuvoso que o de 2015, quando a média foi de 363 mm.

Nos últimos 30 anos, a média histórica de chuvas na bacia do Oratório é de 209 mm no mês de fevereiro.

Esclarecimentos

O Semasa esclarece que não houve registro de feridos graves ou de vítimas fatais durante a chuva desta quarta-feira. A Diretoria de Defesa Civil realiza constantemente o Plano Operação Chuvas de Verão, por meio do qual coordena o trabalho de prevenção aos estragos causados pelas chuvas junto com secretarias de Prefeitura de Santo André. O objetivo prioritário é a preservação da vida. Nos últimos dois anos, baseada em mapeamentos de áreas de risco e notificações da Defesa Civil, aPrefeitura realizou a remoção de 322 famílias de áreas de risco, justamente para evitar que chuvas como a de ontem redundassem em óbitos ou ferimentos aos moradores.

Durante a chuva desta quarta-feira, uma casa inclinada com a enxurrada foi exaustivamente exibida por canais de televisão como estando localizada no município de Santo André. Hoje (25), alguns jornais repetiram a informação equivocada. O Semasa esclarece que esta casa está localizada em São Paulo. Ao receber o chamado, o Corpo de Bombeiros notificou imediatamente a Defesa Civil paulistana. Não existe o bairro Jardim Pereira em Santo André.

Em vista das críticas dirigidas à Prefeitura e a seus administradores, cabe reiterar: sendo um marco de divisa, o córrego Oratório está sob jurisdição do DAEE, do Governo do Estado. Contudo, todo o trabalho preventivo de áreas de risco, as vistorias, a assistência humanitária e a limpeza das ruas do entorno estão sendo realizados pelas equipes do Semasa e da Prefeitura de Santo André.

 

Balanço

Confira o trabalho do POCV entre ontem e hoje.

  • Interdição de uma casa na rua Planaltina, 1.090, com família encaminhada para o aluguel social.
  • Atendimento a 20 pessoas desalojadas na rua Vicente Celestino, Jardim Utinga, em razão da inundação de três casas. As pessoas voltaram para suas casas assim que a água baixou.
  • A Defesa Civil recebeu 17 chamados durante a chuva. Todos foram atendidos.
  • Hoje, dia seguinte ao da chuva, a Defesa Civil recebeu e atendeu 12 chamados.
  • Foram cadastradas 43 famílias para auxilio humanitário.
  • Foram 14 atendimentos na rua Rancharia, 20 na rua Planaltina e 9 atendimentos na rua Taubaté, todos na Vila Sá. Um deles foi o alagamento do Cesa e da Emeief da Vila Sá.
  • Foi registrado também o alagamento do Sesi na rua Oratório com a rua Balaclava, no Jardim Santo Alberto, com desmoronamento do muro.
  • Hoje foi organizada a limpeza das ruas Planaltina, Rancharia, Taubaté e Tremembé, na Vila Sá, e imediações, inclusive com raspagem de via, limpeza de bocas de lobo e uso de caminhões de hidrojato para desobstrução de galerias de águas pluviais.
  • Organizada também a limpeza das ruas Almada, no Jardim Santo Alberto, e Nestor de Barros, no Jardim Ana Maria, e imediações.
  • Alagamentos na bacia do Tamanduateí: av. dos Estados X r. do Ouro, av. dos Estados X r. São José, e também em pontos das duas pistas da av. dos Estados entre a av. Antônio Cardoso e o viaduto Salvador Avamileno (obs. estes alagamentos não se deram pelo transbordamento do Rio Tamanduateí, conforme demonstraram as câmeras de monitoramento do Semasa).
  • Foi registrada queda de um muro na avenida dos Estados, perto das indústrias Coral.
  • No Parque Oratório e no Parque Novo Oratório foram registrados alagamentos na avenida das Nações, um próximo à rua Oratório e outro entre a rua Arábia e a rua Ceilão.

 

 

Índices pluviométricos em Santo André

– 363mm em toda cidade em fevereiro 2015.

– 384mm de 1º a 24/2/2016

– 119,3mm no Parque Erasmo em 72 horas

– 115,7mm na região do Parque Erasmo em 24 horas

– 85,8mm em Camilópolis m 24 horas

– 209 mm é a média de chuva nos últimos 30 anos em fevereiro na bacia do Oratório

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Santo André estreia Moeda Verde Itinerante para beneficiar novas comunidades

24/09/2022: Santo André estreia Moeda Verde Itinerante para beneficiar novas comunidades

Jardim Utinga recebeu neste sábado novo modelo da ação realizada pelo Fundo Social de Solidariedade e Semasa   Santo André, 24 de setembro de 2022 – Principal política pública socioambiental de Santo André, o programa Moeda Verde começou a ser realizado em um novo formato neste sábado (24) para fazer com que mais pessoas possam trocar recicláveis por frutas, legumes e verduras, ampliando a segurança alimentar e a reciclagem, ao mesmo tempo em que contribui para a limpeza da...

ProAr vistoria e aprova 98% da frota municipal de ônibus

21/09/2022: ProAr vistoria e aprova 98% da frota municipal de ônibus

Emissões dos veículos foram aferidas pelo Semasa Santo André, 21 de setembro de 2022 – As aferições do ProAr (Programa de Qualidade do Ar) realizadas nos ônibus que compõem a frota pública municipal chegaram ao fim e aprovaram 98% dos veículos em atividade. Os agentes da Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) vistoriaram 311 ônibus, sendo que 307 receberam o selo de aprovação, o que significa que as emissões estavam dentro dos padrões...

Doações nas Estações de Coleta de Santo André ultrapassam 95 mil itens no primeiro semestre

20/09/2022: Doações nas Estações de Coleta de Santo André ultrapassam 95 mil itens no primeiro semestre

Volume é 70% superior ao mesmo período de 2021 e demonstra o espírito de solidariedade da cidade Santo André, 20 de setembro de 2022 – Os andreenses seguem engajados em espalhar o bem e ajudar quem mais precisa. Demonstração disso é que as doações recebidas nas Estações de Coleta do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) subiram 70% neste primeiro semestre de 2022, na comparação com o mesmo período do ano passado, com mais de 95...

Semasa inicia operação de Estações de Coleta nos bairros Jardim Ana Maria, Jardim e Bangu

12/09/2022: Semasa inicia operação de Estações de Coleta nos bairros Jardim Ana Maria, Jardim e Bangu

Novos equipamentos foram abertos nesta segunda-feira, com horário de funcionamento das 9h às 17h Santo André, 12 de setembro de 2022 – A partir desta segunda-feira (12), os moradores dos bairros Jardim Ana Maria, Jardim e Bangu podem fazer uso das novas Estações de Coleta que foram construídas para ampliar a reciclagem e o descarte correto de diversos tipos de materiais. O engenheiro aposentado Dario Tartarin, de 66 anos, foi o primeiro a utilizar a Estação de Coleta Bangu....