10/11/2015 Semasa vai ao Cade contra a Sabesp por abuso no preço da água no atacado

Santo André, 10 de novembro de 2015 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) vai requerer ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), em Brasília, no próximo dia 11/11, a abertura de Inquérito Administrativo contra a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) para Apuração de Infração à Ordem Econômica.

O requerimento, com estudos e pareceres jurimétricos e regulatório, visa demonstrar que a Sabesp possui poder de monopólio da água no atacado e vem praticando preços abusivos (discriminatórios) que sufocam financeiramente os serviços autônomos na Região Metropolitana de São Paulo. Endividados, muitos deles já entregaram seus serviços de varejo à própria Sabesp em troca do pagamento das “dívidas” adquiridas ao longo dos anos. A ação é inédita no Brasil, mas guarda semelhança com casos internacionais, como o proposto contra a empresa de saneamento francesa Lyonnaise des Eaux.

O requerimento também vai acompanhado de estudo que compara preços em diferentes países, concluindo que a Sabesp teria a tarifa de atacado mais cara do mundo. Tanto que, se ela mesma pagasse o que cobra dos municípios, não seria uma empresa lucrativa, o que impactaria no valor de suas ações nas bolsas de São Paulo e Nova York. Assim, com base no histórico do setor, nas demonstrações e documentos oficiais e públicos da Sabesp e outros dados, o requerimento demonstra o poder “anticompetitivo” da companhia – conhecido na doutrina internacional como “estrangulamento de margem” ou margin squeeze.

Apesar da comparação de preços, o pedido ao Cade não discute o preço em si e, sim, a conduta da Sabesp no mercado de água no atacado. “O preço praticado é excludente, o que gerou uma conduta anticoncorrencial, pois ele é tão elevado que os municípios não conseguem pagar. No fundo o objetivo da Sabesp não é receber o que está cobrando. O objetivo fazer com que os municípios acumulem dívidas para depois tomar o serviço de varejo municipal. Ou seja, o atacadista da água eleva o preço justamente para o varejista não conseguir pagar mesmo”, afirma o prefeito de Santo André, Carlos Grana.

A Sabesp já incorporou os mercados de varejo em Osasco, São Bernardo do Campo e Diadema. Atualmente, negocia com Guarulhos e Mauá e vem assediando Santo André.

Para o coordenador Jurídico do Semasa, Antonio Rodrigues Nascimento, a Sabesp opera como monopolista “de fato e de direito”. “De fato porque não existem empresas capazes de fornecer água no volume que ela fornece e que é necessário aos serviços autônomos. De direito porque o acionista-controlador da Sabesp é o Governo do Estado de São Paulo – mesmo ente que é também responsável pela concessão e outorgas para a utilização de recursos hídricos através do Departamento de Água e Energia Elétrica (DAEE)”, pontua.

Os testes da tarifa no atacado demonstrados no estudo foram feitos com base em estimativas porque os dados reais somente seriam possíveis com a abertura de dados pela própria Sabesp. Atualmente, a Sabesp cobra dos municípios uma tarifa de R$ 1,81 pelo metro cúbico da água. Com base em estudos próprios, Santo André paga atualmente, R$ 0,90. “É preciso analisar que a Sabesp incorpora os serviços, mas não melhora o cenário do saneamento nas cidades da Grande São Paulo. Em contrapartida, continua incluindo no preço do metro cúbico da água por atacado o investimento feito em estações de tratamento de água construídas há décadas”, lembra o superintendente do Semasa, Sebastião Ney Vaz Júnior.

De acordo com Wladimir Antonio Ribeiro, advogado do escritório Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques Sociedade de Advogados, que representa o Semasa no Cade, o requerimento, uma vez admitido pelo Conselho, investigará a Sabesp. São duas fases: a investigação e o julgamento, sendo a primeira com duração de 180 dias, prorrogáveis por igual período. O objetivo é estabelecer uma ordem no mercado em questão.

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Projeto Água, Câmera e Ação começa as atividades em Santo André

19/10/2021: Projeto Água, Câmera e Ação começa as atividades em Santo André

Interessados em realizar cursos de audiovisual, percepção ambiental e empreendedorismo ainda podem se inscrever até 22 de outubro Santo André, 19 de outubro de 2021 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) deu início ao Água, Câmera e Ação, projeto de educomunicação que visa à sensibilização e formação socioambiental de jovens da Vila de Paranapiacaba e da região do bairro Condomínio Maracanã. A iniciativa promove cursos gratuitos de audiovisual, percepção ambiental e empreendedorismo. A primeira...

Semasa inicia contação de histórias com tema ambiental de forma presencial

16/10/2021: Semasa inicia contação de histórias com tema ambiental de forma presencial

Com a melhora do cenário de pandemia, autarquia explora atividade em campo para sensibilizar e estimular a reflexão de crianças sobre diversos assuntos Santo André, 16 de outubro de 2021 – A Tuca, contadora de histórias do portal infantil Hendu, saiu de trás das telas e começou a realizar apresentações de forma presencial. Com a queda de contágios e de internações pelo coronavírus, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) vem retomando o trabalho em campo...

Semasa abre eleições para conselho gestor do Parque do Pedroso

14/10/2021: Semasa abre eleições para conselho gestor do Parque do Pedroso

Entidades interessadas em participar do processo eleitoral têm até 12 de novembro para se inscrever Santo André, 11 de outubro de 2021 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), por meio do Comugesan, inicia nesta segunda-feira (11) o processo de eleições para constituir o Conselho Gestor do Parque Natural Municipal do Pedroso. O processo de inscrição para as entidades interessadas ocorre até 12 de novembro, de forma online ou presencial. O conselho gestor será composto...

Semasa entrega centenas de brinquedos para crianças da comunidade Sacadura Cabral

14/10/2021: Semasa entrega centenas de brinquedos para crianças da comunidade Sacadura Cabral

Objetos foram doados nas Estações de Coleta e ganharam um destino nobre, levando alegria para famílias carentes Santo André, 8 de outubro de 2021 – O Dia das Crianças chegou mais cedo para moradores da comunidade da Vila Sacadura Cabral. O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) distribuiu nesta sexta-feira (8) duzentos brinquedos para a população, durante o evento Gincanas Ecológicas, que promove brincadeiras com somatórias de pontos para os pequenos trocarem por objetos como carrinhos,...