17/06/2015 Decisões para enfrentar crise hídrica devem ser mais debatidas com a população, dizem especialistas

Santo André, 17 de junho de 2015 – O distanciamento da população das medidas que vêm sendo adotadas para enfrentar a falta de água foi uma das questões debatidas hoje, dia 17 de junho, no seminário “Desafios Ambientais Contemporâneos”, promovido pelo Semasa, com patrocínio da Caixa Econômica Federal.

O encontro tem como objetivo debater os hábitos atuais de produção, o consumo e o descarte de produtos e a disponibilidade de recursos naturais, como a água. Iniciada as 9h30, a primeira mesa-redonda do dia teve como tema “Impactos decorrentes da escassez hídrica”.

O superintendente do Semasa, Sebastião Ney Vaz Jr., abriu a discussão falando sobre como Santo André tem enfrentado o problema, lembrou que houve falta de planejamento dos órgãos gestores estaduais e federais e detalhou algumas medidas que cidade e a autarquia estão adotando.

Para Ney, planejamento e seriedade são as chaves para que a cidade se adapte ao cenário de maneira segura e satisfatória. “Precisamos entender que não se trata mais de uma crise hídrica. Essa não é uma situação passageira, conforme o termo sugere. Ela veio para ficar e nós estamos fazendo o nosso trabalho, para se adaptar”, disse. A abertura do seminário contou também com a participação do prefeito de Santo André, Carlos Grana, e do gerente geral da Caixa Econômica Federal, Adilson Sobral.

Na sequência, a professora Laura Bueno – coordenadora do programa de pós-graduação em Urbanismo da PUC/Campinas – palestrou sobre “Escassez hídrica e mudanças climáticas: adaptação planejada do espaço urbano ou ampliação dos conflitos socioespaciais?”. Também falando sobre a necessidade de união de forças e adaptação, comentou: “Essa deverá ser uma adaptação cultural, administrativa, social e política.”

Leandro Giatti – professor da faculdade de Saúde Pública da USP – foi o segundo convidado e falou sobre “Escassez hídrica: novos paradigmas e dilemas da relação ambiente e saúde”. Leandro frisou em seu discurso que o momento é de transição e união. “As soluções para essa e qualquer outra crise devem ser compartilhadas: precisamos pensar e agir integrados, envolver todos os setores, instâncias, poderes e níveis sociais.”

Após o discurso dos especialistas, um debate foi mediado pelo diretor de Gestão Ambiental do Semasa, Carlos Pedro Bastos, no qual os convidados puderam direcionar perguntas aos integrantes da mesa-redonda.

Entre as conclusões, uma opinião foi consenso: as decisões sobre o enfrentamento da escassez hídrica tomadas pelos gestores públicos devem ser abertas e mais debatidas com a população, que precisa se apropriar das medidas adotadas e conhecer as suas consequências.

Na parte da tarde, acontecerão outras duas mesas-redondas com palestras, seguidas de espaço para perguntas e debate, sobre os seguintes temas: “Desafios na implementação do Sistema de Logística Reversa”, às 13h30, e “Sustentabilidade na gestão dos resíduos da construção e demolição”, às 15h30.
Parte das atividades do Mês do Meio Ambiente, o seminário acontece no anfiteatro do Teatro Municipal. A participação é gratuita.

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Semasa realiza bate-papo virtual sobre soluções e caminhos para o turismo sustentável diante das mudanças climáticas

27/06/2022: Semasa realiza bate-papo virtual sobre soluções e caminhos para o turismo sustentável diante das mudanças climáticas

Transmissão ao vivo será pelo Youtube da autarquia na próxima terça-feira (28)   Santo André, 24 de junho de 2022 – A discussão sobre as mudanças climáticas, seus impactos aos ecossistemas e à saúde pública, bem como a análise das vulnerabilidades socioeconômicas e ambientais é uma temática cada vez mais necessária ao planejamento público para as cidades. Neste sentido, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), por meio da Gerência de Educação e Mobilização Ambiental, realiza...

Fim de semana tem Arraiá no Parque do Pedroso e atividade de educação ambiental para crianças no Parque Ipiranguinha

23/06/2022: Fim de semana tem Arraiá no Parque do Pedroso e atividade de educação ambiental para crianças no Parque Ipiranguinha

Ações do Semasa integram a agenda em celebração ao Junho Verde   Santo André, 23 de junho de 2022 – Para agitar o próximo final de semana (dias 25 e 26/6), o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) promove a primeira edição do Arraiá do Parque do Pedroso – no sábado e no domingo. Além disso, também no sábado, o Parque do Ipiranguinha recebe a atividade de educação ambiental para crianças “Vivenciando a nossa cidade”.  ...

Inscrições para o seminário ‘Um olhar integrado sobre os catadores de materiais recicláveis’

22/06/2022: Inscrições para o seminário ‘Um olhar integrado sobre os catadores de materiais recicláveis’

O seminário ‘Um olhar  integrado sobre os catadores de materiais recicláveis’, realizado no dia 30 de junho, no anfiteatro Heleny Guariba,  discutirá a importância da inserção dos catadores de materiais recicláveis na gestão de resíduos sólidos, bem como políticas públicas para esses trabalhadores, a partir das necessidades observadas no mapeamento realizado pelo Semasa. Serão quatro mesas com profissionais de diversos setores, como gestores públicos, técnicos, instituições acadêmicas, cooperativas, organizações sociais e o setor empresarial. Saiba mais e inscreva-se em...

Semasa oferece minicurso gratuito sobre fotografia e educação ambiental

22/06/2022: Semasa oferece minicurso gratuito sobre fotografia e educação ambiental

  Atividade inédita é totalmente gratuita e com direito a certificado   Santo André, 22 de junho de 2022 – Como parte das atividades do Junho Verde, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), por meio da Gerência de Educação e Mobilização Ambiental, e a Escola Livre de Cinema e Vídeo (ELCV) oferecem o minicurso inédito e gratuito sobre ‘Fotografia e suas aplicações à Educação Ambiental’. As inscrições acontecem até o dia 28 de junho.  ...