14/04/2015 Coleta seletiva andreense vai além do porta a porta

Santo André, 14 de abril de 2015 – A coleta seletiva em Santo André não se resume a separação e descarte correto de resíduos secos e úmidos por parte da população. Além da coleta porta a porta, existem ações específicas, que visam combater o descarte irregular, em andamento.

No caso dos resíduos de construção civil e demolição, por exemplo, foi iniciada na cidade, em 2013, em parceria com o Consórcio Intermunicipal do ABC, a campanha Operação Obra Limpa. A ação tem como objetivo combater o descarte irregular deste tipo de material, que é crime ambiental, por meio da colaboração das empresas de caçamba e apoio dos moradores das sete cidades.

Merece destaque também o posicionamento da cidade em relação à Logística Reversa. Prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos, de 2010, ela consiste em acordos que o governo federal está fazendo como o setor industrial prevendo a restituição ao fabricante dos resíduos descartados após o uso do produto. O objetivo é que esse “lixo” possa ser reaproveitado de uma forma ambientalmente adequada.

Dos acordos previstos federativamente, Santo André já tem ações específicas em andamento quanto ao descarte e destinação corretos de lâmpadas fluorescentes e eletroeletrônicos. Além destes, a cidade também é pioneira no descarte e destinação correto de diversos outros materiais, como pneus, pilhas e baterias, telhas de amianto, óleo de cozinha, madeira e entulho. A população pode encaminhar até 1m³ de resíduos de pequenas construções para as 17 estações de coleta da cidade. O volume equivale a 10 sacos de 100 litros.

Vale lembrar que o descarte irregular de resíduos é crime ambiental passível de multa e detenção. O valor da infração pode chegar a 10.000 FMPs (Fator Monetário Padrão – cerca de R$ 28.173,00). A população pode e deve denunciar o descarte irregular ao Semasa, por meio do número 115, da Central de Atendimento.

Quantidade de produtos entregues nas estações de coleta em 2014:

PNEUS – 732 ton: empresa recebe e recicla material, que vira combustível para a secagem de cimento, no reparo de trincas de asfalto em rodovias e até mesmo para a confecção de tapetes para automóveis.

PILHAS E BATERIAS – 5,5 ton: além das 17 estações, elas podem ser entregues em 53 outros pontos da cidade.

TELHAS DE AMIANTO – 5,5 ton: material pode ser entregue somente nas estações de coleta Antonia e Bom Pastor, onde é encaminhado para um aterro industrial.

LÂMPADAS FLUORESCENTES – 57 mil unidades: vapor de mercúrio é separado dos demais elementos e rejeito segue para aterro de produtos perigosos.

ÓLEO DE COZINHA – 12.650 litros: o produto é recolhido e entregue a parceiro, que o usa na confecção de sabão.

ENTULHO – 60 mil ton: é reciclado no aterro e utilizado na execução de pista para acesso dos caminhões.

MADEIRA – 17 mil ton: uma máquina instalada no aterro tritura os pedaços grandes de madeira e o material é encaminhado para indústria, que o utiliza como fonte de energia.

ELETROELETRÔNICOS: todas as estações de coleta recebem eletroeletrônicos, que são separados na Central de Triagem e comercializados pelas cooperativas.

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Coleta de resíduos porta a porta é o melhor serviço de Santo André, em pesquisa do Indsat

26/05/2022: Coleta de resíduos porta a porta é o melhor serviço de Santo André, em pesquisa do Indsat

  Levantamento aponta que 77% dos munícipes aprovam o serviço do Semasa   Santo André, 26 de maio de 2022 – Pesquisa recente divulgada pelo Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos) mostrou que a coleta de resíduos de Santo André, realizada pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), é o melhor serviço público da cidade, na avaliação dos moradores.   A coleta porta a porta recebeu um total de 749 pontos, entre os 16 serviços...

Semasa abre inscrições para projeto ‘Do Sólido ao Gasoso’, que vai estudar reutilização do biogás do Aterro Sanitário

25/05/2022: Semasa abre inscrições para projeto ‘Do Sólido ao Gasoso’, que vai estudar reutilização do biogás do Aterro Sanitário

  Iniciativa também vai permitir a elaboração de uma política ambiental para redução dos gases do efeito estufa provenientes da decomposição dos resíduos   Santo André, 25 de maio de 2022 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) está com inscrições abertas para interessados em participar do projeto ‘Do Sólido ao Gasoso – Descobrindo as rotas finais dos resíduos sólidos urbanos’, que vai estudar a viabilidade de reaproveitamento do biogás gerado no Aterro Sanitário municipal....

Pioneiro na região do ABC, Programa de Coleta Seletiva de Santo André celebra 25 anos com avanços importantes

23/05/2022: Pioneiro na região do ABC, Programa de Coleta Seletiva de Santo André celebra 25 anos com avanços importantes

Mais de 200 mil toneladas de recicláveis foram reaproveitadas pelas indústrias e deixaram de ter como destino o Aterro Sanitário Municipal Santo André 23 de maio de 2022 – Foi em 1997, na Vila Pires, que Santo André começou o projeto piloto para implantar o Programa de Coleta Seletiva. O município tornou-se o primeiro da região do ABC a ter o serviço de coleta de resíduos secos porta a porta, permitindo que mais de 200 mil toneladas de metal,...

Representantes de São Carlos visitam Santo André para conhecer programa Moeda Verde

16/05/2022: Representantes de São Carlos visitam Santo André para conhecer programa Moeda Verde

Equipe do interior paulista deseja implantar iniciativa semelhante na cidade   Santo André, 13 de maio de 2022 – Moradores do Núcleo Pintassilva receberam nesta sexta-feira (13) a visita de representantes da prefeitura e da Câmara Municipal de São Carlos, cidade do interior de São Paulo, que vieram conhecer mais sobre o programa Moeda Verde.   A comitiva era formada pelo secretário de Agricultura e Abastecimento, Wellington Fábio Cervini; por representante da Secretaria de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e...