24/06/2014 Semasa recebe permissão do Consema para realizar licenciamento ambiental

Até então, autarquia dependia de convênio com a Cetesb

 

Santo André, 24 de junho de 2014 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) já está autorizado a conceder licenciamento ambiental para atividades e obras que causem impacto local, seja ele alto, médio ou baixo.  No dia 2 de junho, Santo André foi reconhecida como apta pelo Consema (Conselho Estadual do Meio Ambiente) para licenciar atividades de alto impacto. Como em 2003, a cidade é pioneira no licenciamento ambiental, obtendo junto com São Bernardo o primeiro documento de aptidão perante o Consema.

 

Até então, Santo André precisava de um convênio com a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) para fazer o licenciamento ambiental. Com a mudança, a cidade passa a ter autonomia de licenciamento ambiental para obras de transporte, como terminais rodoviários, corredores de ônibus e helipontos; obras hidráulicas, como adutoras e reservatórios de controle de cheias; e de turismo, como parques temáticos; além de hotéis, motéis e até linhas de transmissão. Também passa a ser atribuição do Semasa o licenciamento de mais de 100 tipos de atividades industriais.

 

Na análise, o Semasa deve levar em conta a natureza, o porte e o potencial poluidor do empreendimento. Tais empreendimentos devem ter área construída inferior a 10 mil m². O licenciamento de obras acima deste tamanho continua a ser uma atribuição da Cetesb. Áreas contaminadas também só podem ser licenciadas pela companhia estadual.

 

Para o diretor do Departamento de Gestão Ambiental (DGA) do Semasa, Carlos Pedro Bastos, a mudança vai facilitar principalmente a vida do pequeno empreendedor, que não precisará mais solicitar a licença para a Cetesb. O município também não dependerá mais da renovação do convênio com a Cetesb para realizar o licenciamento. A proximidade do corpo técnico do Semasa com os problemas do município também deve agilizar o processo de licenciamento, na opinião da assistente técnica de licenciamento do DGA, Debora Stefanelli.

 

A Deliberação Normativa do Consema 1/2014 atende a Lei Federal 140/2011, que determina que o licenciamento ambiental de empreendimentos que provoquem impacto local compete aos municípios.

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Prefeitura inicia construção de  segundo ecoponto no Jardim Santo André

25/11/2022: Prefeitura inicia construção de segundo ecoponto no Jardim Santo André

Santo André, 25 de novembro de 2022 – A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos, está construindo mais um ecoponto no Jardim Santo André. O bairro é um dos que mais sofrem com descarte irregular de resíduos, o que agrava problemas de enchentes, alagamentos e a poluição do meio ambiente. As obras ocorrem na Rua da Visão e a nova unidade será batizada de Estação de Coleta Jardim Santo André. Com a...

Santo André recebe novo drive-thru para descarte correto de eletroeletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes

23/11/2022: Santo André recebe novo drive-thru para descarte correto de eletroeletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes

Ação já permitiu a reciclagem de mais de 12 toneladas e vai acontecer nos dias 25 e 26 de novembro, no Paço Municipal Santo André, 23 de novembro de 2022 – Santo André recebe nos dias 25 e 26 de novembro (sexta e sábado) um ponto de coleta especial para descarte de resíduos eletrônicos, pilhas e lâmpadas fluorescentes. A ação é promovida desde 2020 pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) em parceria com a Green...

Prestes a virar lei, programa Moeda Verde comemora 5 anos

22/11/2022: Prestes a virar lei, programa Moeda Verde comemora 5 anos

Iniciativa que troca recicláveis por alimentos consagrou-se como a principal política pública socioambiental de Santo André Santo André, 22 de novembro de 2022 – Há cinco anos, reciclar em Santo André gera comida na mesa a famílias em situação de vulnerabilidade social, amplia a segurança alimentar e a limpeza dos bairros da cidade. Todas essas melhorias ocorrem graças ao programa Moeda Verde, que, nesta terça-feira (22), completa 1.825 dias de existência, trazendo mais qualidade de vida para cerca de...

Pandemia aumenta em 47% o número de catadores de recicláveis em Santo André

18/11/2022: Pandemia aumenta em 47% o número de catadores de recicláveis em Santo André

Até 2020, 579 profissionais trabalhavam com essa atividade; após aquele ano, 274 pessoas passaram a recolher e vender esse tipo de material no município Santo André, 18 de novembro de 2022 – Ao andar ou trafegar de veículo pelas ruas de Santo André nesses últimos dois anos é possível notar que houve aumento significativo de pessoas que recolhem materiais recicláveis. Os novos catadores autônomos de resíduos secos, como também são conhecidos, passaram a exercer essa atividade após perder o...