05/12/2013 25% do lixo comum gerado em Santo André poderia ser reciclado

Santo André, 05 de dezembro de 2013 – Pelo menos 25% do lixo que vai para o Aterro Sanitário de Santo André todos os dias poderia ser reciclado. São cerca de 162,5 toneladas de material que poderiam ser reaproveitadas na cadeia de consumo diariamente. Se isso ocorresse, o aterro andreense poderia ter sua vida útil ampliada em no mínimo 2 anos. Atualmente, Santo André gera 650 toneladas de lixo por dia e a vida útil do aterro municipal está estimada em oito anos.

O total que poderia não seguir para o aterro corresponde ao lixo coletado em uma cidade de 162 mil habitantes, por exemplo. É como se o material descartado por toda população de São Caetano do Sul, mais o produzido por cerca de um terço dos moradores de Rio Grande da Serra, ambas no ABC, fosse para o aterro andreense.

Este é um dos resultados do estudo gravimétrico, encomendado pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), para saber o que há no lixo orgânico coletado na cidade. A análise faz um raio-x minucioso no lixo comum recolhido ao aterro de Santo André e, para o município, significa um instrumento para nortear as ações do Semasa em relação à gestão dos resíduos sólidos. O último estudo gravimétrico de Santo André havia sido realizado em 2008.

Segundo o estudo, apenas 50,81% do material descartado corresponde a lixo orgânico (alimentos e produtos sanitários). O restante (49,19%) mistura o lixo seco a outros materiais, como tecido, madeira, entulho e resíduos tecnológicos, que poderiam ter um descarte diferenciado pela população.

O índice é menor do que em 2008, quando o aterro de Santo André recebia 56,25% de lixo orgânico. A constatação pode demonstrar uma redução na mobilização da população para separar o lixo seco. Santo André tem coleta porta a porta de lixo seco, destinado à reciclagem, há 15 anos.

Na mistura de matéria orgânica, o principal material encontrado é o plástico (15,26%), ou quase 99 toneladas diárias. A boa notícia é que houve uma queda da sua presença no lixo úmido em comparação com 2008 (18,57%).

O segundo material mais encontrado com o lixo comum é o papelão (7,13%), seguido pelo tecido e roupas em geral (6,20%).
Pela primeira vez, o Semasa separou as fraldas do material orgânico. Produto composto basicamente por plástico, as fraldas correspondem hoje a 4,97% do lixo levado ao Aterro Sanitário de Santo André, ou cerca de 32 toneladas por dia.

RAIO-X DO LIXO EM SANTO ANDRÉ EM TRÊS MOMENTOS
Principais materiais encontrados
MATERIAL/ANO 2006 2008 2013
Matéria orgânica* 49,9 56,25 50,81
SECOS
Plásticos 31,47 18,57 15,26
Papelão 2,58% 4,13 7,13
Tecido 3,82 4,26 6,2
Papel branco 4,97 8,55 1,89
Alumínio 0,46 0,41 1,21
Tetrapack 1,18 1,5 1,2
Vidro 0,47 1,07 1,15
Borracha 0,13 0,66 0,93
Madeira processada 0,13 0,76 0,78
Metal 0,58 1,05 0,51
Isopor 0,27 0,45 0,35
Madeira natural 0,71 0,13 0,09
VERMELHO – Aumento de incidência
AZUL – Redução de incidência
* fraldas foram contabilizadas à parte pela primeira vez em 2013 e representam 4,97% do lixo coletado. Antes, elas eram contabilizadas junto com a matéria orgânica.

Números da coleta do lixo úmido em Santo André

0,96 kg/hab/dia

650 toneladas/dia

162,5 toneladas/dia poderiam ser reaproveitadas

50,81% orgânico

49,19% não orgânico

8 anos – vida útil estimada do aterro municipal

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Semasa entrega doação com mais de 850 brinquedos à Campanha Santo André Solidária

15/05/2021: Semasa entrega doação com mais de 850 brinquedos à Campanha Santo André Solidária

Itens foram arrecadados nas Estações de Coleta de Santo André Santo André, 15 de maio de 2021 – Em reforço à campanha Santo André Solidária, realizada pelo Fundo Social de Solidariedade, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) entregou nesta última sexta-feira (14/5) uma doação com mais de 850 brinquedos, recebidos nas Estações de Coleta do município. A partir deste mês, os 21 ecopontos de Santo André tornaram-se pontos de arrecadação de itens da campanha, como...

Curso do Semasa aborda os benefícios que as plantas promovem para a saúde

12/05/2021: Curso do Semasa aborda os benefícios que as plantas promovem para a saúde

Santo André, 12 de maio de 2021 – Neste momento de pandemia, em que as pessoas passam mais tempo reclusas em casa, as plantas podem ser ótimas aliadas para proporcionar bem-estar. Para abordar os benefícios que esses seres vivos promovem à nossa saúde, a equipe de Educação Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) irá promover neste mês o pocket curso on-line ‘Um jardim no apartamento: reconecte-se com a terra e a alquimia do cuidar...

CAF abre chamamento internacional para contratação de projetos executivos de obras antienchente em Santo André

11/05/2021: CAF abre chamamento internacional para contratação de projetos executivos de obras antienchente em Santo André

Banco internacional financiará estudos de canalização dos córregos Taióca e Maurício de Medeiros, além de outras intervenções; verba investida não precisará ser devolvida pelo município Santo André, 11 de maio de 2021 – A  CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina) abriu chamamento internacional para a contratação de projetos executivos de obras de drenagem e controle de enchentes na região dos córregos Maurício de Medeiros (Jardim Irene), Taióca (próximo ao Parque Estadual da Chácara Baronesa, na divisa com São Bernardo do...

Parquedo Pedroso vai ganhar wi-fi e câmeras de monitoramento

10/05/2021: Parquedo Pedroso vai ganhar wi-fi e câmeras de monitoramento

Melhorias fazem parte do pacote de compensação ambiental que a área verde tem recebido Santo André, 10 de maio de 2021 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) inicia este mês serviços e obras para implantação de wi-fi e câmeras de monitoramento no Parque Natural do Pedroso.Os novos serviços fazem parte do pacote de melhorias que a área verde tem recebido desde o ano passado, por meio de compensação ambiental, e integram o plano de...