05/12/2013 25% do lixo comum gerado em Santo André poderia ser reciclado

Santo André, 05 de dezembro de 2013 – Pelo menos 25% do lixo que vai para o Aterro Sanitário de Santo André todos os dias poderia ser reciclado. São cerca de 162,5 toneladas de material que poderiam ser reaproveitadas na cadeia de consumo diariamente. Se isso ocorresse, o aterro andreense poderia ter sua vida útil ampliada em no mínimo 2 anos. Atualmente, Santo André gera 650 toneladas de lixo por dia e a vida útil do aterro municipal está estimada em oito anos.

O total que poderia não seguir para o aterro corresponde ao lixo coletado em uma cidade de 162 mil habitantes, por exemplo. É como se o material descartado por toda população de São Caetano do Sul, mais o produzido por cerca de um terço dos moradores de Rio Grande da Serra, ambas no ABC, fosse para o aterro andreense.

Este é um dos resultados do estudo gravimétrico, encomendado pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), para saber o que há no lixo orgânico coletado na cidade. A análise faz um raio-x minucioso no lixo comum recolhido ao aterro de Santo André e, para o município, significa um instrumento para nortear as ações do Semasa em relação à gestão dos resíduos sólidos. O último estudo gravimétrico de Santo André havia sido realizado em 2008.

Segundo o estudo, apenas 50,81% do material descartado corresponde a lixo orgânico (alimentos e produtos sanitários). O restante (49,19%) mistura o lixo seco a outros materiais, como tecido, madeira, entulho e resíduos tecnológicos, que poderiam ter um descarte diferenciado pela população.

O índice é menor do que em 2008, quando o aterro de Santo André recebia 56,25% de lixo orgânico. A constatação pode demonstrar uma redução na mobilização da população para separar o lixo seco. Santo André tem coleta porta a porta de lixo seco, destinado à reciclagem, há 15 anos.

Na mistura de matéria orgânica, o principal material encontrado é o plástico (15,26%), ou quase 99 toneladas diárias. A boa notícia é que houve uma queda da sua presença no lixo úmido em comparação com 2008 (18,57%).

O segundo material mais encontrado com o lixo comum é o papelão (7,13%), seguido pelo tecido e roupas em geral (6,20%).
Pela primeira vez, o Semasa separou as fraldas do material orgânico. Produto composto basicamente por plástico, as fraldas correspondem hoje a 4,97% do lixo levado ao Aterro Sanitário de Santo André, ou cerca de 32 toneladas por dia.

RAIO-X DO LIXO EM SANTO ANDRÉ EM TRÊS MOMENTOS
Principais materiais encontrados
MATERIAL/ANO 2006 2008 2013
Matéria orgânica* 49,9 56,25 50,81
SECOS
Plásticos 31,47 18,57 15,26
Papelão 2,58% 4,13 7,13
Tecido 3,82 4,26 6,2
Papel branco 4,97 8,55 1,89
Alumínio 0,46 0,41 1,21
Tetrapack 1,18 1,5 1,2
Vidro 0,47 1,07 1,15
Borracha 0,13 0,66 0,93
Madeira processada 0,13 0,76 0,78
Metal 0,58 1,05 0,51
Isopor 0,27 0,45 0,35
Madeira natural 0,71 0,13 0,09
VERMELHO – Aumento de incidência
AZUL – Redução de incidência
* fraldas foram contabilizadas à parte pela primeira vez em 2013 e representam 4,97% do lixo coletado. Antes, elas eram contabilizadas junto com a matéria orgânica.

Números da coleta do lixo úmido em Santo André

0,96 kg/hab/dia

650 toneladas/dia

162,5 toneladas/dia poderiam ser reaproveitadas

50,81% orgânico

49,19% não orgânico

8 anos – vida útil estimada do aterro municipal

ImprimirGerar PDFEnvie para um amigo

NOTÍCIAS

Semasa retoma atendimento técnico de licenciamento ambiental de forma presencial

30/09/2022: Semasa retoma atendimento técnico de licenciamento ambiental de forma presencial

Interessados poderão tirar dúvidas sobre processos e pedidos ambientais em tramitação  Santo André, 30 de setembro de 2022 – Para facilitar o acesso à informação e sanar dúvidas dos interessados que ingressam com processos de licenciamento ambiental junto ao Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), a autarquia vai retomar o Atendimento Técnico de Licenciamento Ambiental de forma presencial, a partir da próxima segunda-feira (3/10). O atendimento ocorrerá apenas com agendamento prévio e deverá ser diretamente com...

Santo André estreia Moeda Verde Itinerante para beneficiar novas comunidades

24/09/2022: Santo André estreia Moeda Verde Itinerante para beneficiar novas comunidades

Jardim Utinga recebeu neste sábado novo modelo da ação realizada pelo Fundo Social de Solidariedade e Semasa   Santo André, 24 de setembro de 2022 – Principal política pública socioambiental de Santo André, o programa Moeda Verde começou a ser realizado em um novo formato neste sábado (24) para fazer com que mais pessoas possam trocar recicláveis por frutas, legumes e verduras, ampliando a segurança alimentar e a reciclagem, ao mesmo tempo em que contribui para a limpeza da...

ProAr vistoria e aprova 98% da frota municipal de ônibus

21/09/2022: ProAr vistoria e aprova 98% da frota municipal de ônibus

Emissões dos veículos foram aferidas pelo Semasa Santo André, 21 de setembro de 2022 – As aferições do ProAr (Programa de Qualidade do Ar) realizadas nos ônibus que compõem a frota pública municipal chegaram ao fim e aprovaram 98% dos veículos em atividade. Os agentes da Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) vistoriaram 311 ônibus, sendo que 307 receberam o selo de aprovação, o que significa que as emissões estavam dentro dos padrões...

Doações nas Estações de Coleta de Santo André ultrapassam 95 mil itens no primeiro semestre

20/09/2022: Doações nas Estações de Coleta de Santo André ultrapassam 95 mil itens no primeiro semestre

Volume é 70% superior ao mesmo período de 2021 e demonstra o espírito de solidariedade da cidade Santo André, 20 de setembro de 2022 – Os andreenses seguem engajados em espalhar o bem e ajudar quem mais precisa. Demonstração disso é que as doações recebidas nas Estações de Coleta do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) subiram 70% neste primeiro semestre de 2022, na comparação com o mesmo período do ano passado, com mais de 95...